Doria afirma que presos vão pintar 5,5 mil escolas públicas de SP

O governador afirmou ainda, que os presos não terão contato direto com os alunos.

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou a ampliação de um programa que capacita presos do regime semiaberto para trabalhar na pintura de prédios público no estado. Segundo Doria, a expectativa é de que 5,5 mil unidades de ensino sejam pintadas até dezembro.

De acordo com o secretário de Administração Penitenciária, coronel Nivaldo Restivo, o objetivo é conseguir mais 8 mil novas vagas para os presos se qualificarem no programa “Via Rápida Expresso” para trabalhar especificadamente nas escolas públicas.

“- A nossa meta é aplicar isso nas escolas estaduais de todo o território de São Paulo. O que faremos é aproveitar as oportunidades que temos para oferecer à população um serviço público de qualidade. Isso é importante também para a população carcerária, pois a cada três dias de trabalho há a redução da pena e incentiva a reinserção social”, afirmou o secretário.

Outras quatro mil vagas de qualificação para os presos e três mil vagas de frente de trabalho serão solicitadas para outras áreas de atuação, segundo Restivo.

O secretário disse que os presos não terão contato com os alunos. “- Inicialmente esse programa era realizado em janeiro e julho, que são meses de férias escolares. Para atender com maior amplitude, vamos fazer aos finais de semana e feriados também”, disse.

A segurança e fiscalização do serviço são de responsabilidade do governo estadual. As prefeituras dos municípios que se inscreverem no programa serão responsáveis pelo transporte dos presos e pagamento do material utilizado.

0 Comentários

Deixe um Comentário

cinco × 4 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password