Doleiro, para Pinato: Youssef dizia que dinheiro era para Cunha

FERNANDÓPOLIS – O deputado federal Fausto Pinato (PP-SP) participou nesta quinta-feira (7) da oitiva do doleiro Leonardo Meirelles, delator da operação Lava Jato, no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados.

Meirelles fazia operações de remessas ilegais de dinheiro para a Suíça para o também doleiro Alberto Youssef e para o lobista Julio Camargo.

O doleiro disse que não entregou pessoalmente o dinheiro para o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), atual presidente da Câmara, mas quando questionado pelo deputado Pinato se “Youssef chegou a dizer para você que um dos políticos que receberiam o dinheiro de propina era o deputado ora representado (Eduardo Cunha)?”, ele respondeu: “Logo após que entreguei o dinheiro para Yossef, ele comentou que aquele montante que foi para o Rio de Janeiro era para o Eduardo Cunha”.

Durante o depoimento, o doleiro afirmou ainda que fez um contrato fictício para justificar a entrada de US$ 5 milhões no Brasil; e que Youssef afirmou a ele que toda operação era feita para pagar propina para políticos e que chegou a ver políticos no escritório dele.​

RegiãoNoroeste

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password