Dois assaltantes que explodiram terminal bancário em Meridiano morrem baleados em confronto com a polícia

Da Redação

Uma operação policial entre três estados desarticulou mais uma quadrilha de ataques a caixas eletrônicos, que agia em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Nesta semana, investigações da Polícia Civil de Meridiano (SP) com apoio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso e Grupo Armado de Repressão a Roubos e Sequestros (Garras), da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul, prenderam três assaltantes da tentativa frustrada de explodir um terminal, na cidade de Cassilândia (MS), na madrugada de sexta-feira (03.08).

Quatro integrantes da quadrilha são mato-grossenses, moradores da região do Parque Cuiabá, na Capital. Dois deles morreram em confronto com a polícia. O assaltante Fábio Luiz da Silva, 19, morreu no local e seu comparsa Thales Fábio Luiz da Silva, 18 anos, mesmo ferido na perna conseguiu fugir. Após cinco horas de perseguição foi preso próximo a cidade de Cassilândia (MS), mas não resistiu aos ferimentos e também morreu no hospital da cidade.

Em seguida, o Garras localizou e prendeu mais três envolvidos na tentativa de roubo ao caixa eletrônico, na cidade de Cassilândia (MS). São eles: Edson Adão Nicoleti, 45, Eduardo Rocha Alves, 51, e Ângelo Márcio de Souza, 36, todos de Paranaíba (MS).

Simultaneamente, a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil de Mato Grosso, realizou buscas nas residências dos quatro mato-grossenses envolvidos na tentativa de explosão do terminal. Nas casas, localizadas nos bairros São Gonçalo e Parque Cuiabá, os policiais apreenderam documentos e computadores que serão analisados e periciados.

O delegado chefe do GCCO, Flávio Stringueta, disse que desde o último domingo (01.08), auxiliava o Garras com informações e levantamentos dos endereços dos suspeitos aqui na capital mato-grossense. Stringueta informou que os criminosos foram identificados no ataque a um caixa eletrônico na cidade de Arenápolis, em 2010, e no começo de julho deste ano explodiram um caixa eletrônico em uma usina, no município de Meridiano, estado de São Paulo, utilizando um veículo roubado momentos antes da explosão, onde também fizeram refém um casal.

Um dos acusados foi preso pela Polícia Militar de Meridiano na perseguição e troca de tiros. O mato-grossense, Wellington Silveira da Silva, 18, foi preso e com ele apreendido um revólver calibre 38, com duas munições deflagradas e cinco intactas, roubada de um policial civil de Cuiabá.

Conforme a Polícia Civil do Mato Grosso do Sul, os criminosos foram autuados por formação de quadrilha, por serem os mentores da ação delituosa. Os executores são os moradores de Cuiabá. Dois estão identificados, mas ainda não foram presos.

Ainda de acordo com a Polícia Civil sul-mato-grossense, a quadrilha foi surpreendida logo após colocar explosivos no caixa eletrônico de um posto de combustível, que não chegou a ser detonado. Os quatro bandidos estavam armados e na intervenção policial abriu fogo contra os policiais do Garras. (DOCUMENTO)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password