Dezembro Laranja: Santa Casa alerta para a prevenção do câncer de pele

Médica oncologista da Santa Casa de Votuporanga, Dra. Julia Cordeiro, deu detalhes da patologia

O Brasil é um país tropical que convive com altas exposições solares praticamente o ano inteiro. Estar em contato com a luz do sol é importante para a saúde e o bem-estar, afinal essa é a principal fonte de vitamina D. Mas a exposição excessiva e feita de maneira errada tem forte ligação com o surgimento do câncer de pele, uma doença caracterizada pelo crescimento descontrolado e anormal das células desse órgão.

Por esse motivo, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) escolheu dezembro, mês marcado pelo início do verão nos países do hemisfério sul, para instituir a campanha “Dezembro Laranja”, buscando a prevenção e detecção precoce do câncer no maior órgão do corpo humano.

A médica oncologista da Santa Casa de Votuporanga, Dra. Julia Cordeiro, orienta sobre prevenção e sintomas dessa condição que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), as estimativas de incidência do câncer de pele não melanoma em 2020 foi de 176.930, sendo 83.770 homens e 93.160 mulheres. Já para o tipo melanoma a estimativa, neste mesmo período, foi de 8.450, sendo 4.200 homens e 4.250 mulheres. O câncer de pele mais frequente no Brasil é o não melanoma e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país.

Fatores de risco

Alguns fatores podem elevar o risco de desenvolvimento da doença, por exemplo, ter algum familiar que tem ou já teve câncer da pele, ter apresentado queimaduras de sol que deixam a pele muito vermelha e ardendo durante a vida, ter muitas sardas ou pintas pelo corpo, ter a pele muito clara, já ter apresentado câncer da pele ou ter mais de 65 anos de idade.

Sintomas e Sinais de Alerta

A Dra. Julia destaca os seguintes sintomas que merecem atenção especial:

– Mudanças em Pintas ou Manchas: Alterações no tamanho, forma, cor ou textura de pintas ou manchas na pele.

– Coceira ou Sangramento: Sensações incomuns, como coceira persistente ou sangramento em lesões cutâneas.

– Crescimento Rápido: O crescimento rápido de uma pinta ou lesão cutânea.

– Irregularidades nas Bordas: Bordas irregulares ou mal definidas de uma mancha na pele.

– Assimetria: Lesões cutâneas que têm uma metade diferente da outra.

Assim que perceber qualquer sintoma ou sinal, procure o mais rapidamente a unidade de saúde mais próxima de sua residência.

Dicas para prevenção

– Protetor Solar Diariamente: O uso diário de protetor solar com fator de proteção adequado é crucial, mesmo em dias nublados.

– Evitar Exposição Excessiva ao Sol: Reduzir o tempo de exposição direta ao sol, especialmente durante as horas mais intensas (10h às 16h).

– Proteção Física: Utilizar roupas que cubram a pele e óculos de sol para proteção dos olhos.

– Autoexame Regular: Realizar o autoexame mensal da pele, observando qualquer mudança em pintas ou manchas.

– Consulta Dermatológica Anual: Agendar consultas anuais com um dermatologista para exames profissionais.

“O câncer de pele é altamente prevenível, e a detecção precoce faz toda a diferença no tratamento. Ao adotar práticas simples, como o uso de protetor solar diariamente, podemos reduzir significativamente os riscos. Não hesite em procurar um dermatologista diante de qualquer sinal de alerta”, destacou.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página