Desempenho da economia brasileira em 2013 gera pessimismo no setor

Para o cenário futuro, o que mais preocupa os supermercadistas são o desempenho do PIB e as vendas no setor

 
A Pesquisa de Confiança dos Supermercados do estado de São Paulo (PCS/APAS) registrou, em dezembro, 9% de otimismo em relação ao ambiente econômico atual e futuro. Este é o pior resultado registrado em toda a série histórica – iniciada em junho de 2011. Do total de entrevistados, 50% se mostraram pessimistas e 41% se mantiveram neutros. Em relação ao momento atual, o otimismo atingiu 7,5%, enquanto o pessimismo balizou 55% dos respondentes e 37,5% se mostraram neutros. No que diz respeito à expectativa em relação ao futuro, 10% apontaram otimismo, enquanto 45% se mostraram pessimistas e 45% se mantiveram neutros. Do mesmo modo, tanto as avaliações com relação ao ambiente econômico atual e o ambiente econômico futuro apresentaram baixo nível de confiança.

 

Este comportamento pautado na falta de confiança está relacionado aos níveis de taxa de juros, a inflação e a satisfação com o governo federal, cujo pessimismo verificado foi, respectivamente, de 100%, 67% e 94% dos entrevistados. Ou seja, 67% dos empresários do setor supermercadista estão pessimistas quanto à inflação atual, sendo que este indicador também é válido para a expectativa futura, o que agrava ainda mais o cenário.

 
Em relação ao futuro, o que mais preocupa o setor supermercadista é o desempenho da economia brasileira (40% citaram o PIB), seguido pelo desempenho das vendas nos supermercados (31% estão pessimistas em relação a este assunto). Todos estes fatores – pessimismo em relação ao desempenho do PIB, inflação e taxa de juros – contribuíram para a elevação do pessimismo em relação à satisfação com o governo federal, sendo 94% dos respondentes julgaram estar insatisfeitos ou muito insatisfeitos.

 
Houve uma deterioração no comportamento do indicar de confiança do setor supermercadista ao longo de 2013 e o dado verificado em dezembro refletiu esta realidade. Este resultado também está diretamente relacionado à frustação em relação ao desempenho das vendas nas festas de fim de ano. A expectativa de vendas para o setor supermercadistas nas festas de fim de ano (Natal e Ano Novo) era de 6,5% de crescimento em relação ao ano anterior. Entretanto, na sondagem realizada no início de janeiro, o setor apontou que as vendas tiveram aumento de apenas 4,6% em relação ao ano anterior, ou seja, um desempenho abaixo do esperado, o que corrobora para uma queda na confiança dos empresários do setor.

 
NOTA METODOLÓGICA

Desde junho de 2011, a Pesquisa de Confiança dos Supermercados do estado de São Paulo (PCS/APAS) é apurada mensalmente pela Associação Paulista de Supermercados (APAS). Os dados são coletados juntos aos empresários supermercadistas – que representam 85% do faturamento do setor no estado de São Paulo -, e, portanto, trata-se de uma amostra é representativa do comportamento do setor na região. A pesquisa tem como objetivo identificar o nível de confiança dos supermercados em relação ao cenário macroeconômico, considerando a percepção atual e a expectativa futura. Desta maneira, os dados são segmentados entre o Resultado Geral, Percepção Atual e Expectativa Futura. As análises dos resultados auxiliam os empresários do setor na tomada de decisão com relação ao reabastecimento, investimentos, compras e estoque, além de balizar o setor na análise de tendências, plano de negócios, potencialidades e inserção no mercado.

 

Sobre a APAS – A Associação Paulista de Supermercados representa o setor supermercadista no estado de São Paulo e busca integrar toda a cadeia de abastecimento. A entidade conta com 1,2 mil associados, que somam 2,7 mil lojas.

Informações sobre o trabalho da APAS: www.portalapas.org.br
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/portal.apas
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/infoapas

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password