DER exige que empresas executem obras com qualidade na Rodovia Euclides da Cunha

Da RedaçãoO Departamento de Estradas de Rodagem (DER) determinou que as construtoras responsáveis pela duplicação da Rodovia Euclides da Cunha (SP 320) corrijam de imediato todos os problemas verificados nas obras de pavimentação.A rodovia deverá estar em perfeitas condições para ser concluída até o final de julho.“Não vamos admitir que as obras da SP 320 tenham qualidade inferior: exigimos máximo de qualidade nas obras”, cobrou o superintendente do DER, Clodoaldo Pelissioni.

Como a rodovia ainda está em construção, portanto não foi recebida pelo DER, até o mês de julho os 186 quilômetros de pistas serão concluídos em perfeitas condições de trafegabilidade e de segurança para a entrega à população.

“Todos os problemas verificados serão corrigidos e solucionados definitivamente até a conclusão dos trabalhos, com a entrega da rodovia, marcada para julho, ”, reforçou Pelissioni.

As obras da duplicação da SP-320, com investimento de R$ 775 milhões em recursos do Tesouro do Estado, têm atualmente mais de 90% dos trabalhos já executados.

“A população pode ficar tranquila que as empresas contratadas ainda não concluíram a obra e o DER não recebeu a rodovia terminada; então todos esses pequenos problemas serão solucionados definitivamente ”, disse Pelissioni.

O Governo do Estado tinha previsão de entregar a SP 320 pronta, no início do ano; porém, entraves nas desapropriações, além do excesso de chuvas, dificultaram o cumprimento do cronograma. O Governo do Estado fez 602 desapropriações para viabilizar as obras de duplicação.

Em nove dessas desapropriações, devido a processos judiciais, o DER não obteve ainda a necessária emissão de posse para entrar nas propriedades e prosseguir com a duplicação da rodovia. Neste mês de março, o departamento jurídico do órgão deverá solucionar todas as questões judiciais para a conclusão das obras.

O projeto da Nova Euclides da Cunha, rodovia com padrão internacional, eliminou cruzamentos, com dispositivos de acesso e de retorno. Nessa modernização, priorizou-se a segurança viária, com a redução dos índices de acidentes e conseqüente diminuição do número de vítimas fatais.

Rodovia segura, a SP 320 também vai promover maior desenvolvimento turístico e sócio-econômico do Noroeste paulista. “Com as obras concluídas, teremos condição de ir do litoral paulista até o Mato Grosso do Sul em pista dupla”, disse Pelissioni.

No benefício sócio-econômico, o superintendente do DER destacou a melhoria na logística de transporte como fator fundamental para a atração de novos investimentos nas cidades da região. “Temos cidades importantes, como Votuporanga, Fernandópolis e Jales, que terão condições de desenvolver mais o setor industrial e agrícola, aumentando o número de empregos e a renda da população.”

Em Votuporanga, o presidente da Câmara Municipal – vereador Eliezer Casali fez duras críticas à situação da rodovia, quanto aos buracos, principalmente nos trechos entre Fernandópolis a Votuporanga e do distrito de Simonsen a Cosmorama.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password