DER confirma: projeto não contempla alças

Os motoristas que utilizam todo dia a Péricles Belini (SP-461) deverão esperar mais um pouco até conseguirem uma maneira para acessar de forma melhor a rodovia. Conforme já divulgado pelo jornal A Cidade na edição do último domingo, os motoristas que precisam sair dos residenciais Monte Verde/Noroeste devem percorrer um longo trajeto até o trevo da Coacavo, no 5.º Distrito, para seguir ou para Cardoso ou Nhandeara.

 

A construção de uma alça de acesso à rodovia resolveria o problema, conforme dito pelo secretário de Trânsito, Transporte e Segurança, Antônio Alberto Casali.

 

Ele lamenta que os motoristas que queiram acessar a rodovia Péricles Belini tenham que percorrer o trajeto até a rotatória da Coacavo. Para ele, compete ao DER melhorar o local, e não a Prefeitura.“Eles são responsáveis pela obra; cabe a nós somente fazer a fiscalização e sinalização aqui”, disse.

Ele enfatiza que a construção da alça de acesso é a melhor saída para aqueles que querem pegar a SP-461, mas a obra caberá aos órgãos responsáveis.
Casali adiantou que a Prefeitura fará uma rotatória no local, semelhante a já existente no cruzamento das ruas São Paulo e Itacolomi, para melhorar as condições de tráfego. “Ficará mais organizado e os motoristas estarão orientados de maneira clara a fazer o trajeto preferido”, explicou.
A liberação da rodovia também não agrada os vereadores. O presidente da Câmara, Eliezer Casali, até enviou uma nota de repúdio ao DER, pois estava insatisfeito com a obra. 

Nota
A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Logística e Transportes, que informou que o estudo segue em andamento junto à Prefeitura de Votuporanga. “O DER avalia se será possível contratar esta obra a parte, já que a alça de acesso não é prevista no atual projeto executivo”. Karolline Bianconi

karol@acidadevotuporanga.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password