Denúncia a Promotoria leva Conselho Tutelar e Polícia acabar com festa regada a muita bebida para menores

Uma denúncia que chegou ao Ministério Público de Votuporanga fez o Conselho Tutelar e a Polícia Militar acabar com uma festa em uma chácara da cidade regada a muita bebida alcoólica apenas para menores de idade.

Conforme informações exclusivas obtidas pela reportagem do votunews, a festa acontecia com muita bebida à vontade na noite desta quinta-feira, em uma chácara localizada às margens da vicinal “Adriano Pedro Assi”, a conhecida estrada do 27 – que liga Votuporanga a Sebastianópolis do Sul.

A reportagem acompanhou toda a operação do Conselho Tutelar e da Polícia Militar até a condução dos envolvidos ao Plantão Policial.

Segundo consta no registro policial, por volta das 22h30, através de uma solicitação da Promotoria da Infância e Juventude, a Policia Militar e o Conselho Tutelar foram designados a comparecer em uma chácara destinada a realização de festas na estrada do 27 para a verificação de denúncias de que no local havia um evento regado a muita bebida alcoólica.

Ao chegar no local conselhreiros tutelares e três viaturas da Polícia Militar presenciaram cerca de 60 pessoas, em sua maioria jovens e adolescentes.

Ao avistarem a chegada da fiscalização, muitos deles conseguiram escapar, adentrando outras propriedades rurais nas proximidades.

Contudo, pelo menos 20 menores de idade foram conduzidos ao Plantão da Polícia Civil e os responsáveis pela festa, além de vários litros de bebidas alcoólicas destiladas.

Todos foram conduzidos até o plantão policial onde foi lavrado um boletim de ocorrência, sendo os menores entregues a seus pais ou responsáveis. Na Polícia era notório o constrangimento estampado no rosto dos pais ou responsáveis que iam buscar seus filhos na presença do delegado de plantão Elísio Aparecido Ferreira.

Muitos pais se manifestaram dizendo que seus filhos não avisam para onde vão e muito menos os amigos com quem saem. Defronte à delegacia, a reportagem flagrou pelo menos três adolescentes fumando, um deles inclusive na frente de seus pais. Um desses jovens, inclusive desacatou as autoridades policiais na frente de seus responsáveis.

Segundo os conselheiros tutelares que participaram da operação, a festa denominada Crazy Party foi divulgada nas redes sociais durante os últimos dez dias, e a denúncia que chegou até a promotoria da Infância era de que o convite para entrar seria uma garrafa de bebida destilada. A festa ainda tinha DJ e os tutelares localizaram latas de cerveja e carne, mas não encontraram vestígios de drogas.

votunews

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password