Dengue avança e Secretaria de Saúde alerta população sobre ações de controle

Vigilância Epidemiológica e Secez pedem atenção redobrada para a retirada de criadouros expostos em quintais e terrenos baldios; 94 casos já foram confirmados

 

Apesar dos baixos índices de chuva nos dois primeiros meses do ano, a dengue avança no município. Dados da Secretaria Municipal de Saúde apontam 266 casos notificados da doença, desses, 94 são positivos. Na tentativa de reduzir esses números, a Vigilância Epidemiológica e o Setor de Controle de Endemias e Zoonoses (Secez) fazem um apelo a população para que as ações de combate a dengue sejam intensificadas.

 

A população deve ficar atenta para a eliminação de criadouros existentes nos quintais, retirando a água acumulada após as chuvas, a fim de evitar o surgimento de larvas e mosquitos do Aedes Aegypti.

 

Agentes de vetores do Secez estão percorrendo as residências para recolher criadouros do mosquito e orientar a população sobre as principais medidas de prevenção. Vistorias em imóveis especiais e pontos estratégicos estão sendo realizadas, como também as visitas de investigação casa a casa (em casos positivos) e educação em saúde preventiva promovida nas escolas do município.

 

A pulverização em residências já ocorre em todos os bairros da cidade. A equipe uniformizada do Secez vai até a casa para avisar ao morador sobre a pulverização e os cuidados que deverá ter no ato da aplicação, como: deixar portas, janelas e cortinas abertas; proteger alimentos, utensílios de cozinha, roupas, bebedouros e comedouros de animais, gaiolas, aquários; e retirar do local ou cobrir automóveis, carrinho de bebê, andador, entre outros.

 

A Secretaria de Saúde mantém vínculo com as unidades promovendo capacitações sobre a doença com médicos, enfermeiros e agentes de saúde, com a finalidade de facilitar o atendimento de usuários do sistema e envio de notificações de casos suspeitos, para que haja maior efetividade nas ações de bloqueio de criadouros e nebulização no entorno dos casos positivos de dengue.

 

Sintomas

Dor de cabeça, febre, dor no fundo dos olhos ou no corpo são sintomas da dengue. Nestes casos deve-se procurar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) para diagnóstico da doença.

 

Carnaval

A Secretária de Saúde segue com ações no controle a dengue, também, durante o carnaval. É nessa época do ano que o número de pessoas que circula pela cidade aumenta, principalmente, com a vinda de foliões de diversas regiões do País e, como conseqüência, os focos e casos de dengue chegam a dobrar.

 

Nesta época de festa, turistas alugam casas para se hospedar e muitos deles deixam de fazer o descarte correto de recipientes que podem acumular água das chuvas, como latas de bebidas, garrafas, pneus, entre outros.

 

Por outro lado, há quem prefira aproveitar o feriado prolongado para viajar e esquece de tomar as medidas de proteção ao Aedes Aegypti, enquanto a casa permanece fechada.

 

Antes de pegar a estrada é preciso adotar cuidados para se evitar surpresas desagradáveis: fechar tampas do vaso sanitário e da caixa d’água; retirar água dos pratos de vasos de plantas; lavar bem os bebedouros de animais e aves.

 

Foto: André Luiz D. Takahashi

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password