CUIDADO REDOBRADO: peçonhentos são mais comuns no verão

O Instituto Vital Brazil faz um alerta à população sobre a possibilidade de aparecimento de maior quantidade de animais peçonhentos, como cobras, aranhas e escorpiões durante o verão, especialmente em áreas de encosta e em zonas rurais. O verão teve início nesta sexta, 21.

De acordo com Claudio Maurício Vieira, biólogo do instituto, é nesta época do ano, quando as temperaturas ficam mais altas, que nascem os filhotes das serpentes.

Desde o início deste mês, o Vital Brazil recebeu 17 filhotes de jararaca, sendo nove da espécie Bothrops moojeni, encontrada em parte das regiões Sul, Centro-Oeste e central do Brasil, e oito Bothrops jararaca, comum no Sudeste.

Vieira disse que, dependendo da espécie, podem nascer até 50 filhotes em uma só ninhada. É o caso da jararacaçu, espécie que tem 16 vezes mais veneno que outras serpentes, destacou o biólogo. Ele informou que, mesmo recém-nascidos, os filhotes dessa cobra já têm veneno capaz de causar sérios danos à saúde dos seres picados. O fato de serem pequenos e em maior número que as cobras adultas faz com que os filhotes representem risco extra, porque são de difícil observação.

O biólogo acrescentou que, exatamente por isso, é importante que o serpentário do instituto tenha bichos de um mesmo grupo e de várias espécies, com o objetivo de tornar o mais diversificado possível o conjunto de venenos usados na produção de soro antiofídico.

Agência Brasil:

0 Comentários

Deixe um Comentário

5 × 3 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password