Crueldade: criança de três anos é espancada e vai parar na Santa Casa de Votuporanga; caso está sendo investigado

Caso está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher e acompanhado de perto pelo Conselho Tutelar da cidade Isabela Jardinetti

 

Na manhã de ontem, um menino de apenas três anos de idade deu entrada na Santa Casa de Votuporanga com suspeita de espancamento. O caso foi descoberto e denunciado ao Conselho Tutelar que de imediato levou a criança ao hospital para cuidados médicos.

 

De acordo com o conselheiro Douglas Araújo, que atendeu o caso, a criança estava visivelmente machucada, com ferimentos na face e pescoço. “É uma suspeita muito grave, estamos acompanhando o caso desde a manhã e agora levaremos um relatório ao Ministério Público para que entrem com uma medida protetiva contra a criança, para que ela não volte à família quando sair do hospital, até que o caso seja solucionado”, disse o conselheiro.

 

Por meio de nota, a assessoria da Santa Casa informou o estado de saúde do menino “A Santa Casa de Votuporanga informa que A.J.S., 3 anos, deu entrada no Hospital hoje [ontem], às 9h19. O paciente está internado na Pediatria, passando por exames e seu estado de saúde no momento é estável.”

 

Douglas informou que a criança fez exame de traumatismo craniano e raio-X de tórax, porém os mesmos não tinham acusado nada. “No momento em que fomos visitá-lo no hospital, ele vomitou sangue, por isso, ele ficará em observação por 72 horas para termos certeza de que não aconteceu nada de mais grave com ele”.

 

Um inquérito será instaurado, já que um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Defesa da Mulher, que também atende casos relacionados a crianças. “Que foi dentro de casa que o menino recebeu estas agressões nós temos quase a certeza, mas não podemos acusar se foi a mãe ou o padrasto”, disse Douglas, que informou também que a criança disse a eles que “não foi o papai (padrasto) que bateu”. “O menino é muito quieto e reservado, não sabemos se ele foi orientado a não dizer quem o agrediu, por isso vamos aguardar as investigações”, completou.

 

Caso antigo

 

O conselheiro ainda informou que a mãe da criança já tem um histórico de transtorno mental, e que um boletim já havia sido registrado contra a mesma, que um dia tentou atear fogo na cabeça do próprio filho com um isqueiro.

 

Denuncie

 

O Conselho Tutelar de Votuporanga faz um apelo à população, para que denunciem abusos e violência contra crianças e adolescentes. “Não bata, eduque, é possível educar sem bater, há muitas famílias reincidentes que atendemos aqui. Acho que a população precisa ter mais consciência de que as crianças e adolescentes precisam de mais atenção”, diz o presidente do colegiado, Osmair Francisco. O Conselho Tutelar de Votuporanga fica na Rua Argentina, nº 4416, no bairro San Remo.

 

Os números para denuncias são: (17)-3422-2288 e (17)-3422-4468. Isabela Jardinetti O Jornal

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password