Criminoso que roubou e matou travesti será julgado em novembro

A Justiça de Rio Preto marcou para o dia 3 de novembro o julgamento do desempregado Willian Merge Rodrigues, de 26 anos, acusado de roubar e matar a travesti Emanuelly Castro, em abril deste ano, no município de Cedral.

As investigações apontam que o criminoso cooptou um adolescente de 16 anos para participar da abordagem à vítima, que estava em um bar do Jardim Galante.

Emanuelly foi atraída pelo menor e convidada a dividir entorpecente em uma área verde do canteiro central, onde há um córrego.

Neste local, ela foi agredida na cabeça com um pedaço de madeira e jogada na água.

Toda a violência ao custo de um celular popular, modelo Samsung J7, avaliado em R$ 700.

O crime só foi descoberto, por acaso, dois dias depois. Uma criança procurava pipa na mata quando se deparou com o corpo.

O adolescente cumpre medida de internação na Fundação Casa.

Já Willian, que está preso preventivamente, foi denunciado por latrocínio e corrupção de menor.

O julgamento começa às 13h30.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password