Corpo de Bombeiros orienta sobre legislação

“Quem não faz valer a lei é culpado também,” afirmou o vereador Jura, em relação a órgãos públicos que são responsáveis pela fiscalização 

O Corpo de Bombeiros de Votuporanga realizou durante o dia de ontem o 1° SETEC Seminário Técnico, em parceria com a SEARVO. O evento teve como objetivo apresentar aos estudantes de Arquitetura e Engenharia e também aos profissionais que já atuam na área a legislação vigente no combate a incêndios.

Renato Neves Rodrigues, há 21 anos no Corpo de Bombeiros, é chefe do departamento de Atividades Técnicas da corporação na região, e explicou que esta edição do SETEC é realizada pela primeira vez em Votuporanga, mas que já está indo para a segunda edição na cidade de São José do Rio Preto.

“A ideia principal é informar, mostrar às pessoas que o trabalho de prevenção deve ser árduo e contínuo, pois a lei não falha. Prevenir é melhor do que remediar,” disse Renato, que deu ênfase na questão do incentivo a práticas positivas e de aprendizado.

“Quando o profissional vem até nosso seminário e entende a importância de fazer tais trabalhos de incentivo, tudo pode ser diferente. O arquiteto e o engenheiro têm que, acima de tudo, entender que o ambiente construído tem que atender e muitas vezes facilitar o trabalho de salvamento e de fuga no caso de incidentes,” explicou o bombeiro.

Presente no Seminário e representando o poder legislativo, o vereador Jurandir Benedito da Silva disse que é de suma importância compreender tal legislação contra incêndio, “ainda mais para um vereador, que tem como dever incentivar, aprimorar e criar também leis que possam de certa forma facilitar o trabalho de salvamento e evitar problemas, melhorando assim a segurança de toda população. Infelizmente outros vereadores não puderam ou não quiseram acompanhar o seminário que foi de muita valia,” disse o vereador.

Exemplos
Grandes incêndios foram abordados durante o seminário, inclusive o do edifício Joelma que segundo a corporação foi responsável pela adaptação e criação de novas leis no combate a incêndios. Outro incidente citado foi mais recente e aconteceu em 2013, em Santa Maria, na boate Kiss, e tirou a vida de centena de jovens.
Questionamos o vereador Jura sobre a questão municipal de fiscalização por parte de órgãos regulamentadores, como a prefeitura, câmara de vereadores e os próprios órgãos de segurança pública. “Quem tem a obrigação de fiscalizar e não o faz é culpado também. Aquele que tem que fazer valer a lei e por um motivo ou outro não faz é tão cumplice, quanto os demais envolvidos, como no caso da boate kiss” finalizou o vereador.
O seminário que começou às 9h no Centro de Convenções Jornalista Nelson Camargo, foi em parceira com a Unifev – Centro Universitário de Votuporanga, Senac, Crea, ACV – Associação Comercial de Votuporanga, Searvo, Airvo e Prefeitura de Votuporanga.
Quem tiver dúvidas a respeito da legislação de trânsito e queira enquadrar estabelecimentos dentro da lei pode acessar http://www.bombeiros.sp.gov.br/ ou passar pessoalmente na corporação.
“O que as pessoas têm que parar de ter é medo do Bombeiro. Somos receptivos e tudo que pudermos fazer para proteger a população faremos, porém precisamos de apoio para tal” explicou Renato Neves, o Posto de Bombeiros em fica na Avenida José Marão Filho, no bairro São Judas Tadeu, o telefone para contato é (17) 3426-7540 (Colaborou: Mateus Paióla)/Diário de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password