Paulinho está de olho no futebol italiano

Paulinho já recusou uma proposta da Inter de Milão e negou que tenha interesse em deixar o Corinthians. O volante pode até estar pensando em ficar e jogar a Libertadores, mas isso não impediu o camisa 8 de se preparar para seu provável destino: a Itália.

Segundo o DIÁRIO apurou, o jogador está fazendo aulas de italiano há cerca de quatro meses. Ele tem um professor particular e vem tentando esconder ao máximo o assunto, no intuito de evitar especulações.

O profissional foi designado pelo Centro Britânico de Franquias, uma escola de idiomas que possui parceria com o Audax-SP, antigo Pão de Açúcar. O clube revelou Paulinho para o futebol e é dono de 50% de seus direitos econômicos — a outra metade pertence ao Timão.

Vale lembrar que o volante é um dos principais alvos da Inter de Milão para a janela de transferências do verão europeu, em julho. A imprensa italiana até trata do negócio como algo certo. E, convenhamos, um jogador de futebol brasileiro fazendo aulas de italiano por livre e espontânea vontade não é a coisa mais comum de se achar.

“Não recebi nenhuma ligação (depois do Mundial). Como sempre coloquei, permaneço no Corinthians, não surgiu proposta oficial”, disse Paulinho.

Outro ponto ao menos curioso foi a troca de agentes. O atleta tinha sua carreira gerenciada pela Brunoro Sports e pelo grupo Pão de Açúcar. Agora, a Brunoro Sports saiu de cena. O camisa 8 está sob os cuidados do agente Giuliano Bertolucci.

“Não é porque ele (Bertolucci) é um grande agente que nós iremos para fora (do país), é apenas para me ajudar. Estava com a Brunoro Sports (empresa de marketing esportivo), continuei com o Pão de Açúcar, mas não mais com a Brunoro”, comentou o volante alvinegro.

eu decido/ Apesar do novo agente possuir um ótimo trânsito junto aos clubes europeus — intermediou, por exemplo, a negociação de Oscar  e David Luiz com o Chelsea —, Paulinho fez questão de afirmar que a decisão final sobre uma possível transferência será somente dele. Enquanto quiser defender o Timão, nenhuma pressão do mundo vai tirá-lo do clube.

“Aprendi uma coisa, independentemente da pessoa com quem você trabalha: a última palavra é do jogador, a ultima palavra será minha. Quem decide sou eu”, garantiu.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password