Comunidade São Francisco de Assis sedia casamento de assistida

A Comunidade São Francisco de Assis sediou na noite de sábado (25/07) um casamento muito especial. Se uniram para a vida e para os sonhos Francisca Graciano, 72 anos, e João Luiz Ferreira, 74.

Eles se conheceram neste ano e passaram a namorar. Em pouco tempo, já fizeram planos para casar, pois como eles afirmam “foi amor à primeira vista”. O casamento no civil aconteceu na manhã de sábado.

Dona Francisca, como é conhecida, participa de projetos sociais da Comunidade São Francisco de Assis e fez questão que a cerimônia de casamento, jantar e festa acontecessem no local, com a participação de todas as amigas que também frequentam a entidade. Além disso, os noivos convidaram os filhos e familiares.

O casamento foi marcado para começar às 20h, e o tradicional atraso da noiva só deixou João Luiz ainda mais ansioso. Com a chegada da amada, ele adentrou o salão de braços dados com a sobrinha Bia.

Em seguida, os padrinhos se posicionaram para testemunhar o amor do casal. Foram padrinhos da noiva Nilson Marastengon e Cristiana Pereira Marastengon (coordenadora geral da Comunidade São Francisco de Assis), e Ezequiel Vieira e Stéfani Vieira. Do noivo, Éberson Leal Ferreira e Cláudia Ferreira, e Nalison de Oliveira e Naiara de Oliveira.

A entrada da noiva foi a mais esperada. Usando um vestido branco e rodado, o buquê de rosas amarelas deu um charme todo especial. Dona Chica foi aplaudida em pé.

O mestre de cerimônia do casamento foi o secretário municipal de Direitos Humanos, Emerson Pereira. Ele foi convidado pelos noivos a realizar a união devido aos grandes laços de amizade que possui com Dona Chica. O carinho é tão grande que ele a considera como sua segunda mãe.

As alianças foram entregues pela daminha Lorraine Vitória. Depois do juramento, ambos colocaram as alianças. Em seguida, todos oraram o Pai Nosso.

O casamento foi finalizado com a canção La Barca, da amiga Zilda Peres, que também participa dos projetos da Comunidade São Francisco de Assis.

Para o secretário Emerson Pereira, a união do casal mostra que o amor não tem idade.

“Percebemos que não existem barreiras para este sentimento tão belo. Todas as pessoas têm o direito de serem felizes. Dona Chica é atendida da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, por meio dos projetos sociais da Comunidade São Francisco de Assis. Eles se apaixonaram e decidiram casar”, falou.

Emerson destacou que a entidade teve uma participação muito grande na realização do sonho do casal, sedendo um espaço amplo para a festa e o som de boa qualidade. “A entidade fará sempre a diferença em levar alegria a quem precise, isso não tem preço que pague. E nós da Secretaria Municipal de Direitos Humanos também lutamos por isso a cada dia, é por isso que acredito e tenho orgulho da minha equipe, que tem trabalhado pela população de Votuporanga”, destacou.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password