Comércio varejista da região fecha 427 postos de trabalho

O comércio varejista na região de Rio Preto fechou 424 postos de trabalho em janeiro, resultado de 2.546 admissões contra 2.970 desligamentos. Em 12 meses, foram eliminados 27 empregos com carteira assinada, o que representa estabilidade no estoque total, que atingiu 80.908 trabalhadores formais no mês.

 

A região é composta por 29 municípios.
As informações são da Pesquisa de Emprego no Comércio Varejista do Estado de São Paulo (PESP), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

 
Entre as nove atividades pesquisadas, seis apresentaram recuo no estoque de empregos na comparação com janeiro de 2015. Os mais expressivos foram observados nos setores de concessionárias de veículos (-7,7%) e de lojas de eletrodomésticos e eletrônicos e lojas de departamento (-6,3%). Os setores que mostraram variação positiva foram supermercados (5,7%) e de farmácias e perfumarias (3,4%).

 
Rio Preto
Em Rio Preto, foram eliminados 241 empregos, resultado de 1.081 admissões e 1.322 demissões. O estoque de trabalhadores fechou o período em 30.015. As lojas de vestuário, tecido e calçados lideraram com saldo negativo de 134 vagas, seguidas pelos supermercados, com menos 120 postos de trabalho.  Na cidade, o setor de auto-peças teve desempenho positivo, com 22 vagas.

Em 12 meses, o setor supermercadista foi o que mais gerou empregos em Rio Preto (810). A criação se deve, principalmente, à abertura de duas novas lojas na cidade, a rede Muffato. “Mesmo com a crise do desemprego em todos os municípios do interior, Rio Preto fechou o período de 12 meses com saldo positivo de 37 vagas”, disse o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Rio Preto (Sincomercio), Ricardo Eládio Arroyo.

Liza Mirella – diarioweb.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password