Comerciantes fecham acordo para o Mercadão Municipal

Depois de muitas propostas e de várias reuniões, o impasse do Mercadão Municipal teve um fim.

 

Um encontro realizado ontem entre o vice-prefeito Waldecy Bortoloti, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Diogo Mendes Vicentini, cinco proprietários de boxes e o Departamento Jurídico da Prefeitura selaram o acordo de maneira informal.

 

 

Segundo dados de fontes ligadas ao Poder Executivo, o prefeito Junior Marão não teria participado da reunião. Ele estava viajando à capital.

 

 

Hoje será realizado um novo encontro. O acordo oficial deve ser assinado ainda nesta semana. Ainda de acordo com fontes do A Cidade, a Prefeitura irá comprar os boxes dos comerciantes e levá-los para a área do Teatro Municipal, localizado na alameda Padre Edemur.

 

Estes proprietários terão carência de aluguel no novo espaço até o final do mandato do prefeito.

O dono da área do Teatro Municipal negociará hoje com a Prefeitura.

 

Caso a locação seja confirmada, começa a reforma do prédio de 700 metros quadrados. O local abrigaria um shopping popular, conforme divulgado com exclusividade pelo jornal A Cidade. Depois de encerradas as obras de revitalização do Teatro,  terá início a do Mercadão.

 

 

Os comerciantes dos boxes devem ter um novo espaço em até 90 dias.  O jornal A Cidade entrou em contato com o vice-prefeito mas ele não quis se manifestar devido a ausência do prefeito.

 

Espaço do Cidadão

Com as mudanças, o Mercadão irá sediar o Espaço do Cidadão. Marão quer reunir em um único local órgãos como o Procon, Ouvidoria Municipal, Banco do Povo, Acessa São Paulo, Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), além do Poupatempo e o próprio Detran, visando facilitar o acesso desses serviços à população.

 

 

Devido a uma cobrança da população, imprensa e autoridades para preservação do patrimônio, Junior Marão, após conquistar para a cidade uma unidade do Poupatempo, solicitou que fosse feito um estudo para aquisição do prédio do Mercadão, já que assim, poderá ser feita uma reforma para preservar as suas características. Todo o prédio do Mercadão deve ser utilizado.

 

Histórico do Mercadão

 

O Mercado Municipal foi um projeto apresentado pelo vereador Viana Filho  em sete de maio de 1956, realizada pela Companhia Brasileira de Incorporação Imobiliária Ltda. Representado pelo Engenheiro Walter Dias, cuja família ainda detém diversos lotes. É uma propriedade particular, com 89 boxes, que variam o tamanho entre 2,5 a 61 metros e são 29 proprietários.

O prédio do antigo Mercadão Municipal possui cerca de 2 mil m².

Andressa Aoki

andressa@acidadevotuporanga.com.br

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password