Com Brunão de volta, CAV encara o Osasco

Justo para apitar o jogo da Alvinegra, que vem reclamando do famoso apito amigo, a FPF escalou um árbitro afastado da elite por conta de graves equívocos

Depois do treinamento de ontem na Rua Javari, o técnico Marcelo Henrique Dias praticamente definiu o time que enfrenta o Grêmio Osasco, esta noite, na cidade de Osasco. Apenas a vaga de Willian será definida momentos antes da partida. O atleta deixou o campo, no último jogo, sentido fortes dores no tornozelo e segue como dúvida. No caso de Marcelo não poder contar com ele, Gustavo Alemão deverá ser improvisado na lateral esquerda.

O CAV, com olhar fixo no acesso deverá começar jogando com a seguinte formação: Thiago Moraes, Afonso, Danilo Costa, Paulo Henrique e Willian ou Gustavo Alemão, Paulo Vitor, Paulinho, Romarinho e Paulo Josué, Brunão e Anderson Cavalo.

Dependendo apenas de si próprio para garantir uma vaga entre os 2 primeiros do grupo que disputarão a série A2 do Campeonato Paulista de Futebol 2016, o CAV, apesar da derrota de 5 a 1 para o Juventus, está muito confiante. Mesmo porque, se a Alvinegra vencer hoje, define o acesso antes mesmo da última rodada, domingo, contra a Inter.

Quanto ao adversário de hoje, o técnico Vinícius Munhoz, deve manter a mesma formação do jogo contra a Internacional de Limeira. Ou seja, Jeferson Romário, Bruno Lima, Guilherme, Mauricio, Lucas Fernandes, Zé Gabriel, Nerilon, Rubéns, Henrique, Willian Mococa e Laércio.

Arbitragem/lambança
Justo para apitar o jogo do CAV, que vem sofrendo tanto com o famoso apito amigo, a Federação Paulista de Futebol escalou Marcelo Prieto Alfieri. Só para lembrar, Marcelo foi o protagonista da polêmica ocorrida na partida entre Corinthians e Botafogo pelo Campeonato Paulista de Futebol. Por conta da péssima atuação naquela partida que terminou com o Corinthians vencendo por 2 a 1, o árbitro foi suspenso de apitar jogos da elite por tempo indeterminado. Na época, o Botafogo foi o time que mais reclamou. Os dois gols do Corinthians no jogo foram marcados em pênaltis duvidosos em cima do centroavante peruano Paolo Guerrero, ambos convertidos pelo lateral esquerdo Fábio Santos. Na avaliação da comissão de arbitragem da FPF, o primeiro foi inexistente e o segundo acabou assinalado de maneira acertada. Do lado alvinegro, a irritação se deu em função do lance que originou o gol do Botafogo-SP. Alfieri havia inicialmente indicado lateral para o time da casa, porém aceitou a cobrança da equipe visitante. O técnico Tite também ficou indignado com o excessivo número de cartões amarelos mostrados pelo árbitro. Os auxiliares serão: Fausto Augusto Viana Moreti, Luiz Alberto Andrini Nogueira e Givaldo Alves dos Santos (quarto árbitro). Colaborou Carlos Margiotti/Diário de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password