Com agradecimento, Ferrari confirma especulação e anuncia saída de Alonso

A Ferrari anunciou nesta quinta-feira a saída de Fernando Alonso. O espanhol deixará a escuderia, pela qual corria desde 2010, após o Grande Prêmio de Abu Dhabi que encerra a temporada 2014 da Fórmula 1. Poucos minutos depois, a equipe confirmou que o alemão Sebastian Vettel será o novo parceiro de Kimi Raikkonen.

Segundo nota divulgada no site da própria equipe, a decisão foi tomada “de comum acordo”. Alonso tinha contrato até 2016 e é cotado para correr na McLaren a partir do próximo ano.

“A Scuderia Ferrari e Fernando Alonso anunciam que, de comum acordo, encerraram seu relacionamento (…). Todos na Scuderia Ferrari agradecem a Fernando por sua grande contribuição nos níves pessoal e profissional”, anunciou a equipe, relembrando os 1186 pontos, os 44 pódios e as 11 vitórias conquistadas pelo espanhol em cinco anos.

“No rol de grandes pilotos da Ferrari, Fernando Alonso sempre ocupará um espaço especial”, disse Marco Mattiaci, o chefe de equipe da escuderia de Maranello, em comunicado oficial.

“Nós oferecemos a ele nosso agradecimento de coração pelo que tem sido uma extraordinária aventura com a Scuderia. Nos últimos cinco anos, ele passou muito perto de conquistar o Mundial de pilotos duas vezes. Estou certo de que um grande piloto como Fernando sempre carregará o Cavallino Rampante (o símbolo da equipe) em seu coração. E espero que os fãs da Ferrari continuem a tê-lo em elevada consideração em seu futuro”, completou.

Ainda em comunicado oficial, Alonso agradeceu os esforços da escuderia, lembrou de ter estado próximo do título mundial em pelo menos duas ocasiões e chamou a Ferrari de “família”.

“Hoje não é um dia fácil pra mim, porque ainda que eu olhe para o futuro com muito entusiasmo e determinação, é o fim da minha trajetória como piloto da Ferrari. É uma decisão difícil a tomar, mas eu pensei bem e levei meu amor pela Ferrari em consideração. Tenho que agradecer à equipe por entender a minha posição”, afirmou o espanhol.

“Eu deixo a Scuderia Ferrari após cinco anos, durante os quais alcancei meu melhor nível profissionalmente, enfrentando desafios que me fizeram encontrar novos limites. Sempre mostrei ser um piloto de equipe, pondo os interesses da Scuderia à frente dos meus. Obrigado a todos os esforços dos homens e mulheres de Maranello, em três ocasiões em que ficamos em segundo lugar no Mundial, duas delas lutando pelo título até o final, correndo em uma posição de liderança por várias voltas. Sem sombra de dúvidas, esses cinco anos produziram alguns dos melhores momentos da minha carreira, e eu sinto que, deixando a equipe, é uma família que estou deixando para trás. Agora, olho para o futuro com grande entusiasmo, sabendo que parte do meu coração sempre estará aqui”. UOL

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password