Circuito Cultural traz espetáculo de Brasília, neste domingo, para Votuporanga

Finalizando a programação do Mapa Cultural Paulista em Votuporanga, o último espetáculo será de Brasília, com a Companhia Instrumento de Ver. ‘O que me toca é meu também’ será neste domingo, 24 de novembro, a partir das 20h30, na Concha Acústica ‘Geraldo Alves Machado’ e traz uma apresentação circense.

Com direção e dramaturgia de Raquel Karro, as intérpretes Julia Henning e Maíra Moraes transitam pelo universo da acrobacia aérea em uma trajetória cênica que inclui memória, reprodução, imitação e criação. Reverência e reinvenção conduzem o público a lugares tão díspares quanto uma sala de ensaio no Planalto Central ou uma lona de circo armada no coração de Paris.

Em cena, Julia e Maíra lidam com a angústia de criar, testando os limites entre a cópia, a releitura e o ineditismo. Em um cenário que reproduz uma sala de ensaio, elas interpretam uma coreografia na íntegra da mesma forma que um cover em um show de música; representam a tentativa de copiar em tempo real um número do youtube e revivem um circo cigano a partir de uma história contada.

O Que Me Toca é Meu Também foi montado no final de 2011 e início de 2012 entre a ponte aérea Rio-Brasília, sob patrocínio do FAC/DF. Estreou em uma temporada no Teatro SESC Gama, no Teatro Newton Rossi em Ceilândia/DF e no Teatro Plínio Marcos, na Funarte Brasília, abrindo o Festival Mulheres em Cena, em abril, maio e junho de 2012. Foi também convidado para o Festival Novadança, na Sala Martins Penna do Teatro Nacional, para o Festival Paulista de Circo e agora se prepara para uma temporada no RJ, SP e RS.

 

ANCELMO LIO – Diário de Votuporanga

FOTOS: João Saenger

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password