Centenas de pessoas dão adeus ao Cabo Samuel

Manifestações de consternação pela morte do PM, vítima de acidente de trânsito mobilizou Bombeiros, Polícia Civil e Samu

Votuporanga presenciou entre a última segunda-­feira (1º) e ontem, dezenas manifestações de pesar e de luto pela morte do cabo da Polícia Militar, Samuel Pereira Batista, de 37 anos, vítima de acidente automobilístico. O corpo do oficial foi sepultado às 17h de ontem no Cemitério Municipal da cidade, e contou com a presença de centenas de pessoas, entre amigos e população em geral, bem como colegas da PM, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Polícia Rodoviária, PM Ambiental, Tiro de Guerra e outros.

Cabo Samuel morreu na manhã de segunda­-feira, após despencar com o automóvel que conduzia de um viaduto na rodovia Washington Luís (SP­310), no município de Cedral. As homenagens tiveram início imediatamente nas redes sociais durante todo o dia.

Por volta das 18h, o corpo dele chegou a Votuporanga. Foi recepcionado por viaturas da Polícia Militar e Polícia Rodoviária na entrada da cidade, e seguiu em cortejo, que passou pela avenida Nasser marão, Francisco Vilar Horta e rua Goiás, até a Funerária Sagrado Coração.

O corpo dele foi liberado por volta das 20h, e seguiu no carro da empresa funerária, escoltado por veículos de amigos e familiares, viaturas policiais e caminhões dos bombeiros, com giroflex e sirenes ligadas, até o velório municipal, onde finalmente ficou à exposição pública de parentes e amigos. A chegada do corpo reuniu centenas de pessoas, e um cordão de isolamento teve que ser formado para controlar o fluxo de pessoas ao local onde o corpo foi velado.

Por fim, às 17h de ontem, o corpo dele deixou o velório, ao som de sirenes das viaturas, atravessou a avenida da Saudade e foi sepultado.

Capitão

O capitão Edson Fávero, comandante da 3ª Companhia da Polícia Militar de Votuporanga, falou ao A Cidade sobre a perda do policial. Segundo o capitão, Samuel motivava todos os policiais com alegria de viver e de um PM. “A polícia perde um grande profissional, e a comunidade um grande servidor público apaixonado por sua profissão”.

Fávero revela que o cabo deixou de realizar um grande sonho. Em agosto iria iniciar na escola para se tornar sargento. “Ele estava em uma felicidade tremenda por ter sido aprovado. Fica a tristeza de ter perdido um grande companheiro. Nosso quartel fica mais triste, com certeza”, afirmou.

O comandante da PM também considerou impressionante as manifestações, não só dos colegas de farda, mas também de forças amigas, como Corpo de Bombeiros, Samu, PM Rodoviária e outras. E também sobre as homenagens da população em geral ao cabo, direcionadas pela pessoa que ele era, mas que também é sentida por todos os policiais militares.

Coronel

Esteve em Votuporanga para prestar suas honras ao policial militar morto, a nova comandante do CPI­5 (Comando de Policiamento do Interior), que abrange toda a nossa região. A coronel PM Helena dos Santos Reis, a primeira mulher a ocupar o cargo, comanda um efetivo de 2.200 policiais. Ela também lamentou a morte prematura do policial votuporanguense. Jociano Garofolo/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password