CAV volta aos treinos para “batalha da Rua Javari”

Time teve longa conversa na reapresentação; Marcelo Henrique espera Palito e pensa em substituto para vaga de Bruno, suspenso

Passado o êxtase do final de semana, do emocionante desfecho da vitória contra o Juventus, por 2 a 1, no Plínio Marin, o Clube Atlético Votuporanguense voltou ontem aos trabalhos, já focado no próximo compromisso, contra o próprio Moleque Travesso, no jogo da volta, no próximo domingo (10), na Rua Javari, em São Paulo. Na atividade de ontem, a brincadeira e o clima bom foram rapidamente substituídos pelo trabalho duro, de um grupo que sabe que, apesar de estar perto, ainda não concretizou o objetivo de alcançar o acesso para a Série A2.

O time viaja para a capital do estado no sábado, onde dorme para o jogo decisivo. Provavelmente, após a partida, deve ficar pela grande São Paulo, onde, na quarta­feira da semana que vem, pega o Grêmio Osasco. Caso consiga uma vitória contra o forte Juventus, a equipe Alvinegra praticamente garante o acesso.

Para um jogo tão importante, e com a carga de nervosismo herdada pelo embate no Plínio Marin, o treinador do CAV, Marcelo Henrique Dias, espera uma partida muito difícil, mas terá a semana livre para preparar seu elenco para uma vitória, que seria um feito heroico, nos domínios do adversário.

Bruno

A única baixa confirmada será o atacante Bruno, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. “Tem a semana toda para trabalhar e um leque de opções para substituir o Bruno. Vou estudar bastante o jogo, inclusive rever a fita da derrota lá na Rua Javari, na primeira fase. Até sábado vou pensar com carinho, deixar todo mundo pronto e em condições de jogo. Será mais uma guerra. a quarta. Vai ser um jogo muito difícil. temos chances de chegar lá e discutir o jogo”, avaliou o técnico alvinegro.

Palito

A grande dúvida fica por conta de Victor Palito. O jogador deixou o gramado no domingo após sentir lesão no início da partida. Ontem à tarde ele passou por exames. “A expectativa é de que o grau da lesão não seja grave, para fazer um tratamento intensivo e poder contar com o jogador. Se para domingo não for possível, a expectativa é de que na quarta (13) ele esteja em campo”.

Na atividade de ontem, Marcelo Henrique comandou treino de defesa e ataque em campo com largura reduzida, similar ao gramado da Rua Javari. Outra jogada que deve ser exaustivamente treinada durante a semana é a bola área. Na primeira fase, o CAV foi derrotado na capital com dois gols de cabeça, após escanteios. “Eles vão usar bastante esse tipo de jogada, temos que chegar lá bem para controlá­-los. Neutralizando esse tipo de jogada, temos grandes chances de vencer o jogo”, disse o comandante técnico do Clube Atlético Votuporanguense. Jociano Garofolo/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password