Catador de reciclagem tem casa furtada ao sair pra trabalhar em Votuporanga

O catador de reciclagem José Bernadino da Silva teve sua residência furtada ao sair pra trabalhar, em Votuporanga. “Zé da Lenha”, como é conhecido, conta que teve seus pertences furtados e tem contado com a ajuda de amigos para sobreviver.

Segundo José, a porta da sua residência provavelmente foi quebrada com o uso de uma marreta. Quando ele chegou em casa, os objetos listados haviam sido levados e a porta estava tombada. Seus pertences que foram roubados são: duas baterias (de 150 e 45 amperes, respectivamente), uma bicicleta, um botijão de gás, três cestas básicas, uma balança pequena e uma carriola. Ele conta que o prejuízo foi de mais de R$ 2,5 mil.

Com 68 anos, José da Silva trabalha como coletor de recicláveis e carpindo lotes na cidade.

Segundo “Zé da Lenha”, é a terceira vez, entre 2020 e 2021, que ele teve sua casa arrombada na região e que fazia pouco mais de um mês que havia se mudado para onde mora atualmente.

José chegou a ligar para a polícia para pedir que eles fossem até sua residência, para então abrir um Boletim de Ocorrência. Mas segundo os policiais, ele precisaria ir até a delegacia primeiro, para abrir o Boletim de Ocorrência.

Para ter luz à noite, ele relatou que tem usado a bateria de 70 amperes do carro que usava para coletar os recicláveis. Para evitar que ela descarregue por completo, ele a coloca de volta no carro, dá partida nele e deixa ligado por um tempo.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password