“Caso Érica”: defesa alega que réu tem problemas mentais

Julgamento será no dia 4 de fevereiro, às 15h30; advogado argumentará que possui provas alegando distúrbios em Wilson Aparecido

Está marcado para o dia 4 de fevereiro de 2014, o julgamento do réu Wilson Aparecido Rodrigues, de 50 anos, acusado de praticar o crime de latrocínio. Segundo o advogado de defesa do réu, Juliano Severiano Borges, o julgamento não será em júri popular, pois se trata de latrocínio, ou seja, contra o patrimônio.

Ele alegará a defesa de que Wilson tem problemas mentais e que no processo, existem provas alegando o problema do réu.
O julgamento será presidido pela juíza Helen Komatsu, de Cardoso, e haverá depoimento de três testemunhas de acusação, interrogatórios, debates. O julgamento começa às 15h30.
O caso
Wilson Aparecido Rodrigues é acusado por latrocínio contra a vítima Érica Diogo de Oliveira Guilherme, de 33 anos, em dezembro de 2012.
De acordo com o boletim de ocorrência, Érica saiu de casa por volta das 19h50 para ir a um supermercado da cidade comprar cestas de natal e não voltou mais.
Segundo familiares, na época, as câmeras de segurança do estabelecimento comercial registraram a entrada da jovem às 20h05. Após as compras, o circuito interno de TV flagrou uma abordagem à vítima por volta das 20h20.
O homem, aparentando ter aproximadamente 50 anos, estava sentado no banco de entrada do supermercado e seguiu a vítima até o carro.
Minutos depois, às 20h39, o veículo de Érica foi visto num posto de combustível, na cidade de Valentim Gentil. Ainda segundo familiares, foram subtraídos R$ 30 da conta da vítima. O dinheiro foi utilizado para abastecer o carro, que seguiu viagem levando Érica. Seu corpo foi encontrado em Cardoso com sinais de esfaqueamentos, onde o crime teria se consumado.
Wilson Aparecido Rodrigues foi preso após um intenso trabalho de investigação da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Votuporanga.
Ele ficou na cadeia de Votuporanga, onde teria tentado se matar duas vezes, até ser transferido para um hospital psiquiátrico de Taubaté, em março deste ano.
Paola Munhoz – Diário de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password