CASA SUSTENTÁVEL TEM MAIS UMA ETAPA CONCLUÍDA

UNIFEV, em parceria com o CNPq e a empresa Vale S.A, desenvolve, na Cidade Universitária, obra visando à sustentabilidade

 

A “Casa Sustentável”, que faz parte de um projeto desenvolvido pelos cursos de engenharia da UNIFEV, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a empresa Vale S.A, teve mais uma etapa de sua construção finalizada na última semana.

 

A obra, iniciada no ano passado, passa, agora, para a fase das estruturas metálicas, cobertura, telhas, instalações elétricas, hidráulicas e de automação.

 

O projeto, cujo objetivo é estimular a formação de futuros engenheiros e despertar o interesse de outros estudantes para a área, envolve os cursos de Engenharia Elétrica, Engenharia Eletrônica, Engenharia da Computação e Engenharia Civil da UNIFEV, além de alunos do Ensino Médio.

 

De acordo com os coordenadores dos cursos de Engenharia Civil e Engenharia da Computação da Instituição, Prof. Esp. José Afonso Rocha e Prof. Me. Raynner Antonio Toschi da Silva, a casa contará com mecanismos que possibilitarão a economia de energia e água e o reconhecimento automático do morador por meio de uma pulseira de identificação e acionamentos por comandos de voz.

 

Para o Reitor da UNIFEV e coordenador geral do projeto, Prof. Dr. Rogério Rocha Matarucco, “o protótipo é uma oportunidade ímpar de mostrar aos alunos das graduações a aplicação prática dos conhecimentos obtidos em sala de aula, e também, um estimulo especial aos demais estudantes da rede pública, que participam das etapas juntamente com os universitários”.

 

Bolsistas

 

Os quatro alunos da Escola Estadual Profa. “Enny Tereza Longo Fracaro”, que participam de todo o processo de desenvolvimento da obra, como bolsistas, reconhecem a grande oportunidade que estão tendo.

 

A aluna do 3° ano do Ensino Médio, Mariana Alves, contou que a experiência foi fundamental para a sua decisão profissional. “Pude conhecer as práticas de cada engenharia e ter a certeza do que eu quero seguir: serei engenheira civil.”

 

Segundo a professora Juliane Pereira Marim, além de utilizarem tais informações em beneficio próprio, os alunos agem como multiplicadores dentro da escola, levando a todos os colegas o conhecimento que adquiriram.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password