Carro desgovernado atropela e mata em Rio Preto

Carro desgovernado matou um pedestre e feriu outros três, na Vila Toninho; ao analisar imagens do acidente gravadas por câmeras de segurança, delegado disse que motorista estaria em alta velocidade.

 

Um homem morreu e outros três ficaram feridos, um deles em estado grave, depois que um carro desgovernado atingiu nove motos que estavam estacionadas em frente a um supermercado na Vila Toninho, em Rio Preto, no início da noite desta terça-feira, 24. O condutor teria sofrido um mal súbito devido a diabetes.

Uma testemunha que viu o acidente disse que o motorista estava correndo. A velocidade máxima permitida é de 30 quilômetros por hora na rua João Urias Gomes, principal via do bairro por concentrar a maior parte do comércio e serviços e, por isso, a mais movimentada naquele horário. “Ele estava muito rápido e quando passou pela lombada, o carro voou. Ele perdeu o controle da direção e bateu nas motos”, contou a auxiliar de ortodontia Sabrina Rodrigues, 18 anos.

Uma das vítimas ficou prensada em uma árvore. Testemunhas tentaram reanimá-la, fazendo massagem cardíaca, mas o homem morreu no local ainda antes da chegada das equipes de socorro.

O motorista que provocou o acidente teve que ser levado para dentro do supermercado, pois corria o risco de ser linchado pelos populares. Durante o tempo em que permaneceu dentro do estabelecimento o clima ficou tenso. Ele só saiu de lá cerca de duas horas depois do acidente, escoltado por policiais militares, que o conduziram à Central de Flagrantes. “Isso foi feito devido à preocupação com a integridade física dele, pois corria o risco de ser agredido”, explicou o tenente da Polícia Militar Wember Gomes. De lá ele foi conduzido para exame toxicológico no Instituto Médico Legal (IML). “Aparentemente ele teria passado mal e por isso perdeu o controle da direção. Ele não se recusou a ceder sangue para o exame e se mostrou prestativo”, informou o delegado Eder Galavotti.

O delegado teve acesso às imagens do circuito de segurança do supermercado que mostram o momento do acidente. Segundo Galavotti, no vídeo o motorista parece estar em alta velocidade, mas tudo ainda será alvo das investigações. Por hora ele não autorizou a liberação das imagens para a reportagem, até que as apurações sejam concluídas.

O Diário teve acesso a filmagens feitas por populares dos momentos que se seguiram logo após o atropelamento em série. O que se pode observar por essas imagens é o clima de desespero dos populares por conta dos feridos caídos no chão, em meio às motos tombadas, e ao mesmo tempo de revolta pela atitude do motorista. O carro do atropelador, um Citroen modelo C4 de cor prata, ficou com a frente destruída.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password