Capotamento na BR-153 mata menina de 11 anos

Uma criança de 11 anos morreu em um acidente ontem à tarde, no km 47 da rodovia BR-153, próximo ao Centro de Detenção Provisória (CDP), em Rio Preto. Outras quatro pessoas da mesma família ficaram feridas. O condutor do Ford Ecosport, Antonio Marciano Norberto, 60 anos, perdeu controle do veículo, saiu da pista e depois de bater em um barranco, capotou. A menina Ruth Emanuele Norberto foi arremessada para fora do veículo. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, o carro com placas de Aparecida de Goiânia, Goiás, seguia no sentido Rio Preto a Nova Granada. O motorista, juntamente com a mulher dele, Vera Lúcia Neves Norberto, 44, e as outras duas filhas do casal, Raquel Vitória, de 13 anos, e Hadassa Gabriele, de 9, foram socorridos pelo resgate da concessionária Transbrasiliana.

Vera e Raquel foram encaminhadas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Jaguaré. Elas sofreram ferimentos leves e foram liberadas logo após serem medicadas. Já Antônio e Hadassa foram levados ao Hospital de Base e Hospital da Criança. Segundo a assessoria de imprensa, Hadassa fraturou o pé esquerdo. Os dois estavam concientes e passavam por exames até o final desta edição, às 21h.

A Polícia Civil e a perícia estiveram no local para investigar as causas do acidente. Segundo a polícia, a família passava férias na casa de parentes em Rio Preto e voltava para a cidade onde moram, Aparecida de Goiás, distante cerca de 500 km.

Olímpia

O ciclista José Aparecido Peres Sant’Anna, de 70 anos, morreu domingo após dois dias internado no Hospital de Base, de Rio Preto. O idoso seguia de bicicleta pela avenida Andrade Silva, na Vila Rodrigues, quando foi atingido por um Fiat Pálio. A colisão ocorreu na sexta-feira, dia 17. O corpo de José Aparecido foi sepultado ontem à tarde, no cemitério de Olímpia.

Foi o segundo ciclista a morrer de acidente em Olímpia nos últimos dias. Na sexta, José Brandino dos Santos Neto, 40 anos, morreu depois de perder o controle da bicicleta e bater a cabeça contra o muro de uma casa na avenida Constitucionalista.

 

Tatiana Pires – Diário da Região

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password