Capitão Santoro faz doação de acervo pessoal para a UNIFEV

Cerca de mil obras, sobre variados assuntos, serão catalogadas e colocadas à disposição da comunidade acadêmica nas bibliotecas da Instituição

Livros que educaram, formaram e aperfeiçoaram o patrimônio intelectual e cultural de uma ilustre personalidade votuporanguense serão disponibilizados, em breve, à toda comunidade acadêmica da UNIFEV.

Na última semana, o capitão reformado do Exército Brasileiro, Constantino Santoro, 88 anos, doou todo o seu acervo pessoal às bibliotecas do Centro Universitário de Votuporanga. Ao todo, são centenas de obras contendo coletâneas inteiras sobre grandes nomes da literatura brasileira, compêndios históricos e de pensadores da área da Filosofia e da Psicologia, como Sigmund Freud, entre outros.

Santoro, que também é escritor e fundador da Sociedade Espírita Beneficente Doutor Adolfo Bezerra de Menezes, em Votuporanga, pode ser definido como um homem de origem humilde e pouco estudo que, diante de uma necessidade profissional e a paixão pelo aprender, construiu seu próprio saber ao longo dos anos.

Filho de imigrantes italianos, cujos pais tiveram 12 filhos, ele conta que pela necessidade, os estudos deram lugar ao trabalho ainda muito cedo. Somente após ingressar na carreira militar, já com 18 anos, é que o jovem soldado passou a buscar o conhecimento de maneira autodidata. Para isso, utilizava-se dos livros que ganhava, para produzir, principalmente, os discursos proferidos durante as comemorações cívicas.

“Minha alegria hoje está em saber que tudo o que construí durante a vida não será descartado com minha morte. Eu tinha essa preocupação. Esses livros me ajudaram a ser o que sou e sei que eles ainda podem ajudar a muitas outras pessoas”, afirmou emocionado.

Para uma dos cinco filhos do capitão, a psicóloga Rosa Maria Santoro Tedde, 55 anos, ver um dos desejos do pai realizado é gratificante.

“Ele é um exemplo não só para nós, como para todas as pessoas que o conhecem. Meu pai nasceu em São José do Rio Preto, mas sempre abraçou com muito amor e carinho as cidades onde viveu, como Ouro Fino, em Minas Gerais, e Votuporanga. Inclusive, ele recebeu o título de cidadão honorário desses dois municípios, porque sempre foi muito envolvido com as causas sociais da comunidade”, contou.

Rosa, que guardava parte do acervo do pai em sua própria casa, disse que pelo significado das obras na vida do militar, o desprendimento dele foi grandioso e de muito mérito. “Essas obras foram os grandes professores da vida dele. Para a família é praticamente uma relíquia, temos o maior prazer em compartilhá-las, agora, com a comunidade”.

De acordo com o Reitor da UNIFEV, Prof. Dr. Rogério Rocha Matarucco, atitudes como essa reforçam a consciência das pessoas de que a UNIFEV é uma Instituição da comunidade votuporanguense. “Assim como o capitão Santoro, outras personalidades já colaboraram conosco na doação não só de livros, mas de materiais e equipamentos. Tudo isso é muito importante para a Instituição, uma vez que a UNIFEV é mantida por uma fundação, cuja a formação conta com membros de toda a sociedade”, explicou.

Após serem catalogadas, as obras serão distribuídas entre as bibliotecas da UNIFEV, onde permanecerão à disposição da comunidade acadêmica para empréstimos e consultas.

O horário de funcionamento dos espaços, em ambos os câmpi, é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 22h45 e, aos sábados, das 8h às 14 horas.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password