Câncer e saúde bucal, entenda a sua relação

O câncer é uma das doenças mais comuns e graves dos últimos tempos. O tratamento não é fácil e o cuidado com a saúde aumenta ainda mais devido a queda da imunidade durante a luta contra a doença.

 

Quando uma pessoa descobre um tumor, o último lugar em que ela pensa em ir é no dentista. Porém, o acompanhamento deste profissional é indispensável durante o tratamento, e neste artigo vamos explicar a importância dele durante este momento tão delicado.

O que é um câncer?

É uma doença em que determinadas células começam a se multiplicar de forma errada e com funções totalmente diferentes das que estavam programas em seu DNA. Elas se dividem incontrolavelmente e destroem o tecido do corpo. O tumor pode aparecer em várias partes do corpo, como:

 

  • Mama;
  • Próstata;
  • Pulmão;
  • Estômago;
  • Útero.

Quais são os sintomas?

Como mencionado anteriormente, o câncer pode ocorrer em várias partes diferentes do corpo. Dessa forma, os sintomas são diferentes de acordo com a parte que está debilitada.

 

Por isso, é sempre importante prestar atenção em sintomas padrões e que às vezes podem parecer comuns, como: 

 

  • Febre;
  • Perda de peso;
  • Inchaços ou caroços;
  • Dores locais;
  • Vômito;
  • Cansaço. 

 

Em casos mais específicos, é necessário o toque em determinadas regiões e o exame recomendado pelos médicos para detectar o tumor em lugares como a mama e a próstata.

Quais os efeitos que ele causa no corpo? 

Quando o tumor é maligno, sua agressividade ao sistema imunológico do paciente é ainda maior. O tratamento também exige muito do portador que sofre com graves efeitos colaterais tanto da doença quanto do tratamento. 

 

Alguns desses efeitos são:

 

  • Queda de cabelo;
  • Ansiedade;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Anemia;
  • Fadiga;
  • Alterações renais e digestivas. 

Como é feito o tratamento?

O tratamento de um câncer varia de acordo com o grau de agressividade e crescimento do tumor. Vamos abordar sobre os tratamentos mais conhecidos e realizados em pessoas diagnosticadas com qualquer tipo de câncer.

Quimioterapia

É o tipo de tratamento mais conhecido, o paciente ingere remédios à base de elementos químicos que visam destruir, diminuir ou neutralizar a quantidade de células cancerígenas presentes no seu corpo.

 

Ela pode ser ingerida de várias formas, as mais comuns são através da via oral ou por injeção diretamente na veia.

Radioterapia

Já a radioterapia é um tratamento à base de radiação ionizante, que tem o objetivo de destruir ou impedir a proliferação de células cancerígenas no corpo do paciente.

 

Existem dois tipos de radioterapias no mercado:

Radioterapia externa

É realizada com uma longa distância entre o lugar infectado pela doença e a máquina que libera os raios de radiação

Radioterapia interna

Já coloca o lugar infectado bem mais próximo dos raios, para que a sessão de tratamento seja mais intensa. 

 

A radioterapia costuma ser mais agressiva do que a quimioterapia devido ao material radioativo que é usado nas sessões. Ela pode causar efeitos colaterais como: vermelhidão, náuseas, vômitos e fraqueza. 

Mas afinal de contas, como o câncer pode afetar a saúde bucal?

Independente do lugar onde esteja localizado, o câncer e seus tratamentos destroem células extremamente importantes do corpo humano, comprometendo a qualidade de sua imunidade.

 

O sistema imunológico é o responsável por proteger o nosso organismo de doenças e infecções. Com a presença de um tumor e o seu tratamento agressivo, a imunidade cai, fazendo o paciente ficar ainda mais vulnerável a infecções e outros tipos de doenças. 

 

E a saúde bucal também fica comprometida, pois com o sistema imunológico em ameaça, os dentes se tornam grandes alvos de infecções e bactérias que podem gerar graves problemas.

 

Durante todo o dia, a boca libera diversas substâncias e toxinas que podem fazer muito mal à nossa saúde bucal. Esse material liberado pode acumular diversas bactérias e germes em determinadas regiões da boca que, se não tratados a tempo, podem enfraquecer a raiz dos dentes, fazendo o paciente cogitar o uso de um implante dentario.

 

Por isso, o acompanhamento de um dentista durante o tratamento do câncer é indispensável. Ele pode verificar como está a sua saúde bucal que também pode ser afetada com os diversos e agressivos meios de cura do tumor.

 

Enquanto o paciente realiza o tratamento contra o câncer, alguns odontologistas recomendam o uso do aparelho transparente, que pode evitar o contato das substâncias químicas liberadas durante o tratamento com a mucosa oral. Por isso, consulte o seu dentista, que é o responsável por este serviço, e poderá te ajudar a cuidar da saúde bucal durante este momento delicado. 

 

O cuidado com os dentes deve ser ainda maior entre pessoas que sofrem com o câncer e estão fazendo o tratamento. A escovação, uso de fio e enxaguante bucal e o acompanhamento com o dentista devem também ser tratados como prioridade neste momento, para evitar problemas sérios como a cárie ou a gengivite que podem levar o paciente a um tratamento de canal ou ao uso de um aparelho de dente.

Doenças bucais causadas pelo câncer

Mucosite oral

É uma hipersensibilidade e queimação na mucosa oral, impedindo a nutrição e hidratação desta área que, se não estiver saudável, pode causar graves problemas como a periodontite. 

Xerostomia

Diminuição do fluxo de saliva na boca, deixando a região bem mais seca. Com a falta da quantidade correta de saliva para higienizar a boca e protegê-la de doenças e infecções, a região bucal fica mais propícia a germes e bactérias como a cárie.

Trombocitopenia

Problemas de coagulação sanguínea que podem gerar feridas na região da boca e provocar grandes sangramentos, levando o paciente até a realizar uma cirurgia para amenizar a situação.

 

Ainda existem muitas outras doenças bucais causadas pelo câncer, isso prova como ele é imensamente agressivo e afeta todas as partes do corpo de quem o carrega.

 

Por isso, sempre esteja presente em um consultório odontológico para verificar a sua saúde bucal, evitar doenças como as mencionadas acima e verificar possibilidades de proteção dos dentes durante o tratamento do tumor. 

 

Alguns profissionais recomendam o uso de um aparelho ortodôntico durante o tratamento do câncer para evitar o contato da mucosa oral com o material liberado durante as sessões de quimioterapia ou radioterapia. 

Tenha a saúde bucal em dia

Independente do seu estado ou situação atual, não deixe os cuidados com a sua saúde bucal de lado, ela é tão importante quanto a nossa saúde física e mental.

 

Abaixo seguem algumas dicas que podem parecer comuns, mas são essenciais para uma boa saúde bucal e impedimento de doenças graves.

 

  • Escova os dentes pelo menos 3 vezes ao dia;
  • Use enxaguante bucal e não enxague a boca após o uso;
  • Passe o fio dental entre todos os dentes após as refeições;
  • Evite bebidas com corantes como: café, vinho e refrigerante, pois podem fazer necessário um clareamento dental;
  • Consulte o dentista sempre que tiver alguma queixa, ou pelo menos de 6 em 6 meses.

Considerações finais!

Esperamos que o artigo tenha lhe sido útil não só pelo alerta em relação ao câncer, mas também, sobre os cuidados primordiais com a saúde bucal que são imensamente importantes.

 

Em caso de sintomas ou queixas, não hesite em procurar um médico e ter um acompanhamento profissional para cuidar da sua saúde, e assim, ter uma melhor qualidade de vida.

 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Clínica Ideal, plataforma especializada em marketing e gestão para consultórios e clínicas odontológicas.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password