Câmara Municipal aprova denominação de rua Joaquim Tavares Alvito

A Câmara Municipal de Votuporanga realizou na noite desta segunda-feira, dia 13, mais uma sessão ordinária do atual ano legislativo. Entre os projetos discutidos e aprovados pelos vereadores, está a denominação de um dos pioneiros de Votuporanga, o comerciante Joaquim Tavares Alvito – antigo proprietário da loja Impress Brinquedos e Papelaria.

A iniciativa partiu do vereador Daniel David, através do projeto de lei 171/2018 – aprovado por unanimidade pelo plenário da Câmara. Sendo assim, a atual rua Projetada 25, localizada no Parque Residencial Ferrarez, passará a denominar-se Rua Joaquim Tavares Alvito.

Segundo a justificativa do projeto, Joaquim nasceu na cidade de Relva-da-Louça, em Portugal, vindo para o Brasil com 12 anos, no ano de 1958, onde foi morar com seu irmão Luís, em Aparecida D’Oeste. Firmou com seu irmão uma sociedade abrindo um mercado e posteriormente, no mesmo ramo de comércio mudou-se para Santa Fé do Sul, onde exerceu a gerência do mercado com 17 anos.

Dissolvendo a sociedade estabelecida com seu irmão, Joaquim adquiriu um bar na cidade de Jales denominado “Jeca Bar” que existe até hoje, ficando pouco tempo com ele, o vendeu e arrendou um hotel no centro da cidade denominado Hotel Cervantes.

Posteriormente, veio para Votuporanga, onde arrendou uma padaria e depois a Casa Lotérica Votuporanga.

Após um tempo em Votuporanga, vendeu o Hotel Cervante, em Jales e a padaria, comprando a Impress papelaria que antigamente situava-se em frente a loja A Joia, na rua Amazonas.

Comprou uma loja que vendia tecidos na Rua Amazonas e após um tempo a demoliu e construiu o prédio onde atualmente está instalada a Impress Papelaria. Também mudou a antiga Casa Lotérica Votuporanga que ficava na Rua Santa Catarina e construiu um prédio novo para abriga-la no lugar da antiga Casa Globo, denominando-a de Lotérica Brasil.

“Era um cidadão extremamente altruísta e participativo na comunidade votuporanguense. Casou-se com Rosa Maria Ribeiro Caetano Alvito, e teve três filhos: Rodrigo Caetano Alvito, Fernando Caetano Alvito e Joaquim Tavares Alvito Junior”, destacou o vereador Daniel.

Foi membro ativo da Loja Macônica José Ferreira Vieira de Votuproanga, Conselheiro da Santa Casa de Misericórdia e fez parte da Diretoria da Associação Comercial desta cidade, contribuindo para o progresso que vivenciamos. “Foi um exemplo de humildade e honestidade para sua família e amigos, sendo elogiado por sua conduta em todos os aspectos”, destacou Daniel.

Faleceu no dia 5 de setembro de 2016, deixando grande saudade a todos aqueles que tiveram o privilégio de seu convívio.

Em nome da família, a esposa Rosa Maria usou a tribuna da Câmara para agradecer a homenagem e, bastante emocionada, citou sobre o trabalho desenvolvido por Joaquim na comunidade votuporanguense.

0 Comentários

Deixe um Comentário

5 + dois =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password