Buiú desafia a polícia e faz ameaças a família de Aline

João Henrique Rodrigues, conhecido por Buiú, suspeito de matar a jovem Aline Barbosa com pelo menos 13 golpes de faca no dia 16 de fevereiro, em um prédio no Parque das Nações, segue desafiando a polícia de Votuporanga.

 

Dias após ameaçar por meio de uma rede social o namorado da moça, ele ousou mais uma vez e ameaçou, pessoalmente, familiares da moça, moradores do bairro Pozzobon.

 

Por volta das 16h50, o CAD (Central de Atendimento e Despacho de Ocorrências) da Polícia Militar recebeu a informação de que Buiú passou por duas vezes em frente a casa da mãe de Aline, localizada na rua Renato Fonseca, e fez ameaças de morte. Buiú estava conduzindo uma motocicleta Yamaha Fazer, sem ninguém na garupa, e vestia uma camiseta preta, com listras brancas. 
A Polícia Militar se deslocou imediatamente ao local, fez buscas à procura do suspeito, mas ele não foi localizado. As ameaças de Buíu confirmam as informações divulgadas pelo jornal A Cidade na edição do último sábado, de acordo com as investigações da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), após o crime, ele permaneceu escondido em Votuporanga, e não fugiu para outra cidade.
Outra informação que foi divulgada durante a semana passada sobre o caso nas redes sociais, é que Aline estaria grávida do namorado, quando foi assassinada. A suspeita foi lançada após uma irmã da moça divulgar a conversa com o  namorado de Aline. “Tirou a vida do meu amor e do meu filho”, escreveu o rapaz. Porém, a delegada que investiga o caso vai aguardar o exame necroscópico, que ficará pronto nos próximos dias, para confirmar ou não a informação.
O assassinato de Aline aconteceu por volta das 13h. Segundo familiares da vítima, João Henrique mandou mensagens para o celular pedindo para que o encontrasse no apartamento dele. A jovem foi até o local, acompanhada pela filha, de apenas cinco anos, e por uma sobrinha.
Segundo testemunhas, ela estava no apartamento 22, no segundo andar, quando os vizinhos começaram a ouvir gritos e pedidos de socorro. Nesse momento, viram a jovem cair da janela.  A polícia investiga se Aline foi empurrada ou se caiu quando tentava se defender das agressões.
A faca utilizada no crime foi apreendida. Após a queda da vítima, o suspeito fugiu do local, em uma bicicleta. Policiais militares fizeram o cerco na região da Mata dos Macacos, mas não conseguiram localizar o jovem no domingo. 
O suspeito é conhecido pela polícia e saiu de um centro de detenção provisória da região há cerca de cinco meses. Nas redes sociais, ele deixou várias mensagens indicando que estava pronto a tomar uma atitude.
Em uma delas, pede para o irmão tomar conta da mãe. “Não sei daqui pra frente onde eu vou estar, mas se eu precisar eu dou um salve, e vê se dá uma assistência, pois, dessa vez, a caminhada vai ser longa”. Jociano Garofolo A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password