Bruno Mineiro faz dois para Lusa e afunda o Palmeiras no Brasileiro

centroavante Bruno Mineiro voltou a brilhar na noite desta quarta-feira e aumentou ainda mais o drama vivido pelo Palmeiras neste Campeonato Brasileiro. O centroavante da Portuguesa anotou dois gols na vitória por 3 a 0 sobre o Verdão e jogou o seu oponente para o fundo da tabela de classificação.

Com os três gols marcados no segundo tempo, a Portuguesa aproveitou a superioridade demonstrada ao longo de boa parte do confronto e voltou a trilhar o caminho das vitórias no campeonato. O time chegou aos 25 pontos na competição nacional e tentará manter a boa fase no próximo sábado, contra o Vasco, fora de casa.

Já o Palmeiras continua com os mesmos 16 pontos das últimas duas rodadas e segue sem poder de reação. Esta foi a terceira derrota seguida da equipe no Brasileiro e acabou beneficiando o Bahia, primeiro clube fora da zona do rebaixamento, com 20 pontos. Com a intensa pressão sofrida por seu torcedor, o Verdão precisará se recuperar já neste sábado, em duelo contra o Grêmio, no estádio do Pacaembu, para tentar diminuir a vantagem aberta pelas demais equipes.

A Portuguesa simplesmente atropelou o Palmeiras nesta quarta-feira e abriu ainda mais vantagem para a degola

O Jogo – O Palmeiras começou melhor no Canindé e dominou o meio de campo nos primeiros minutos do confronto. O time conseguiu envolver os atletas adversários na intermediária, mas descuidou da marcação pelo alto. Aos sete da etapa inicial, o meia Moisés recebeu cruzamento e, sozinho, mandou direto nas mãos de Bruno. Em resposta, Mazinho arriscou chute forte, aos oito, e Dida acompanhou a bola sair pela linha de fundo.

A superioridade palmeirense se tornou evidente nos minutos que se seguiram. Aos 14, Betinho fez uma bela jogada pela direita e tocou em velocidade para Barcos. O argentino, entretanto, estava em posição irregular. Já aos 18, o próprio Barcos recuperou pela esquerda e se mandou para o ataque. O centroavante cruzou na medida para Mazinho, mas o atleta não alcançou e deixou passar grande oportunidade de abrir o marcador.

Sem conseguir a conclusão para o gol, o Palmeiras começou a se desesperar em campo e cometeu diversas faltas na intermediária. A equipe ainda precisou lidar com as fortes investidas da Lusa e apostou apenas no contra-ataque para chegar à frente. Contudo, os atacantes se atrapalhavam no campo ofensivo e não convertiam as chances em finalizações ao gol defendido por Dida.

A intensa movimentação no gramado beneficiou a Portuguesa e levou o time a ameaçar Bruno em duas ocasiões. Aos 33 minutos, o goleiro saiu de sua meta para consertar erro de posicionamento da zaga e agarrar a bola antes de Bruno Mineiro. Já aos 38, Ananias girou sobre Correa dentro da área e chutou no canto do arqueiro, que esticou o braço para espalmar pela linha de fundo.

As ameaças rubro-verdes prejudicaram ainda mais o rendimento do Palmeiras e deixaram a partida imersa em um clima de tensão antes do término do primeiro tempo. Aos 42 minutos, o atacante Ananias e o meia Valdivia se desentenderam na intermediária e foram advertidos com um amarelo cada. Alheio ao problema com o chileno, Moisés aproveitou outra falta cometida por Thiago Heleno, aos 45, e mandou de bico para Bruno espalmar por cima de sua meta.

Uma discussão entre o meia Valdivia e o atacante Ananias deixaram a partida envolta em um clima de tensão

O início do segundo tempo não diminui a tensão entre as duas equipes e proporcionou nova confusão no primeiro lance da etapa. Moisés e Henrique se desentenderam e receberam o amarelo. Sem se intimidar com o novo problema na intermediária, a Portuguesa se mandou para o ataque e chegou ao gol em uma bobeada da zaga. Aos quatro minutos, Ananias partiu em velocidade pela direita e cruzou para a área. Leandro Amaro escorregou e Bruno Mineiro cabeceou sozinho para o fundo das redes de Bruno.

A vantagem aberta pela Portuguesa esgotou a paciência do torcedor palmeirense e do técnico Luiz Felipe Scolari. O treinador promoveu alteração dupla e sacou Correa e Mazinho para a entrada de Márcio Araújo e Obina, respectivamente. Entretanto, as mudanças não surtiram efeito imediato e a Lusa voltou a atacar com qualidade. Aos 16, o time subiu com Luis Ricardo e obrigou Bruno a se posicionar novamente para praticar a defesa.

Bruno Mineiro, duas vezes, e Moisés garantiram a vitória da Portuguesa sobre o fragilizado Palmeiras

A chance de abrir a contagem a favor dos alviverdes surgiu apenas em uma falha defensiva dos rubro-verdes, aos 19 minutos. Em cobrança de falta de Maikon Leite, o zagueiro Valdomiro cabeceou em cima de Rogério e quase fez um gol contra. No lance seguinte, Barcos arriscou de fora da área e mandou por cima do gol protegido pelo ex-corintiano Dida.

A nova postura que o Palmeiras tentava mostrar ao seu torcedor se tornou ineficiente perante o segundo gol de Bruno Mineiro na partida. Aos 25 minutos, Ananias tocou de calcanhar e Rogério chutou forte. O goleiro Bruno espalmou na trave e Bruno Mineiro apareceu sozinho para cabecear novamente para as redes adversárias.

A Portuguesa ainda teve a oportunidade de ampliar a vantagem com Moisés, aos 30 minutos, mas o goleiro Bruno defendeu após o erro na conclusão do armador. O Palmeiras, por sua vez, respondeu duas vezes pelo lado esquerdo. Aos 34, Maikon Leite chutou direto para fora. Já aos 36, Juninho desceu bem pelo setor e obrigou Dida a praticar boa defesa.

Apesar de as chances terem empolgado a torcida alviverde, a Portuguesa tratou de consolidar a sua hegemonia aos 39 minutos. Moisés recebeu pela direita de Diego Viana e se posicionou bem para tocar no canto de Bruno. Ao som dos gritos rubro-verdes de ‘Fica Felipão, para jogar a Segunda Divisão”, o meia correu para o seu torcedor e comemorou efusivamente o tento que decretou o triunfo lusitano. Antes do término do confronto, o goleiro Dida ainda teve a responsabilidade de defender um chute de dentro da área e garantir a invencibilidade de sua zaga nesta quarta-feira. (gazeta esportiva)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password