Tenente Brito destaca importância de ajudar bombeiros

Se cada residência contribuísse com a taxa anexada no IPTU, seriam quase R$ 900 mil destinados para a compra de aparelhos

O tenente do Corpo de Bombeiros de Votuporanga, Alex Brito de Moura, esteve no Conseg (Conselho Comunitário de Segurança)/Centro, na manhã de ontem, no Centro Social. Ele apresentou o balanço de sua atuação de três anos frente ao posto local e da luta para que a população se conscientize e pague a taxa que vem anexada em uma lâmina ao IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), destinado ao Febom (Fundo Especial de Bombeiros).

Reunião
Na última terça-feira, os integrantes do Febom e o tenente Brito estiveram com o prefeito Junior Marão. Eles pediram que o Poder Público sensibilize a população a ajudar o Corpo de Bombeiros. Foram sugeridos que os vereadores possam também divulgar a importância da contribuição.
A corporação solicitou ainda que uma lei fosse criada pelo Poder Executivo para que a doação seja obrigatória; ou que a Saev Ambiental implante um sistema de arrecadação para o Febom, semelhante ao já existente na Santa Casa, que é o “Saúde que dá prêmios”. Sendo assim, cada casa doaria voluntariamente, de R$ 1 até R$ 5. “Não decidiu nada, foi só uma reunião na qual fomos tentar uma ajuda”, disse.
A tarifa já é paga em cidades da região como Olímpia, Cata-nduva, Fernandópolis e outras, pois há Corpo de Bombeiros. A unidade de Votuporanga atende 14 municípios.
No ano passado, foram arrecadados R$ 15.740,36. O dinheiro foi utilizado para a aquisição de equipamentos durante o ano passado. “Todos devem ter em mente que os nossos instrumentos de trabalho são precários e buscamos melhorar sempre; tem muita coisa que é desatualizada. Precisamos, por exemplo, comprar uma máscara de mergulho, que ajudará em muito o nosso trabalho, pois hoje não temos aparelhos específicos”, disse.

Estimativa
Se cada proprietário de residência contribuísse, os bombeiros teriam em um ano cerca de R$  900 mil. Entretanto, a ajuda que os moradores da cidade têm oferecido não chega nem a 10% do esperado. “O valor do ano passado passou de R$ 15 mil porque sobrou um pouco em 2012”, acrescentou o responsável pelo Corpo de Bombeiros.

Ajuda
Alex Brito disse que a Prefeitura mantém o Corpo de Bombeiros através de alimentação, água, luz e demais serviços. Enquanto que há três anos o valor repassado era o de R$ 196 mil, o orçamento provisório para 2014 é de R$ 408 mil. 
 
Melhorias
Apesar de pouca ajuda da população,o tenente anunciou as melhorias que o posto local conseguiu devido a parcerias. São elas: uma viatura de incêndio e outra de salvamento; dois carros para o serviço de administração, além de uma moto; EPR (Equipamento de Proteção Respiratória); desen-carcerador (utilizado geralmente em acidentes de trânsito com vítimas presas às ferragens); um barco; EPI (Equipamentos de Proteção Individual) roupas específicas para incêndio; uma piscina e a reforma total do quartel. 
Brito contou que o Ministério Público das cidades de Paulo de Faria, Cardoso e Nhandeara também contribuíram com a unidade local, já que as ocorrências são atendidas por Votuporanga, por meio de ações onde a pena é aplicada em dinheiro. Karolline Bianconi/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password