Brigões do Fefecê e do CAV serão julgados pelo TJD

A Federação Paulista de Futebol vai julgar na próxima segunda-feira os jogadores da Votuporanguense e do Fernandópolis, envolvidos na briga do último domingo, quando os times jogavam no estádio Plínio Marin, em Votuporanga, pela sexta rodada da Segunda Divisão do Campeonato Paulista.

O caso vai ser apreciado pelo relator do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) e deve ser julgado nos artigos 254-A, que trata da “prática de agressão física durante a partida, prova ou equivalente” e 257, que se refere à “participar em rixa, conflito ou tumulto, durante a partida, prova ou equivalente”.

Além disso, a Votuporanguense, que venceu a partida e manteve 100% de aproveitamento na competição, corre o risco de perder pontos, porque o jogo não foi concluído.

De acordo com a federação, a súmula da partida chegou na segunda-feira, à entidade e o TJD vai divulgar amanhã a pauta do julgamento da próxima semana. O tribunal vai, conforme o relatório da partida, enquadrar os jogadores envolvidos na confusão e aplicar as penas previstas no Código Desportivo.

No domingo, a Votuporanguense vencia o Fernandópolis por 2 a 1 quando começou uma briga generalizada, aos 42 minutos do segundo tempo, que terminou com a expulsão de 10 jogadores, cinco de cada time. A briga durou cerca de 10 minutos e só foi controlada com a intervenção da polícia e de membros das comissões técnicas dos times. O árbitro Márcio Henrique de Góis teve de encerrar a partida por falta de segurança e de jogadores.

O diretor de futebol da Votuporanguense, Valter Pereira, disse que não descarta a possibilidade de punir os jogadores do elenco que se envolveram na confusão.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password