Brasil EPI doa protetores faciais para Santa Casa

Cinquenta equipamentos de proteção individual foram entregues, para ajudar nos atendimentos ao COVID-19

Nos desafios, muitos talentos são descobertos. No meio de uma pandemia, o que não falta é união para enfrentar a doença. Na saúde, o que motiva é a solidariedade. Marcelo Cuin e sua esposa Juliana, da empresa Brasil EPI, fizeram deste cenário a oportunidade de ajudar quem precisa.

A família está produzindo protetores faciais diretamente de sua casa. Em isolamento social, Marcelo, Juliana e o filho encontraram uma atividade totalmente do bem para estes dias de confinamento: colaborar com a Santa Casa de Votuporanga.

Com criatividade, informações e uma impressora 3D, juntos eles confeccionam os equipamentos que irão proteger médicos, enfermeiros e técnicos que estão na linha de frente do atendimento. “Temos uma loja de equipamentos de proteção individual há 10 anos. Nossa área era mais direcionada às indústrias, mas quando surgiu o vírus, pensamos em como abastecer a Instituição com este grande aumento da demanda”, explicou o proprietário da Brasil EPI.

Em contato com seus amigos médicos, eles procuraram alternativas de produtos para a prevenção do Coronavírus. “Pesquisei como contribuir neste momento e optamos pelo protetor fácil. A haste é feita na impressora 3D e também com uma folha de acetato”, complementou.

Nesta segunda-feira (30/3), 50 unidades foram entregues no Hospital. O diretor técnico da Santa Casa, Dr. Fabiano Leone, e o coordenador corporativo, Angelo Jabur Bimbato, receberam as doações. “Somos de Votuporanga e pensamos primeiramente em atender a nossa cidade. A Instituição é referência regional e quisemos valorizar estes profissionais, que estão à frente desta assistência. Mas também iremos contribuir com algumas cidades da região”, afirmou Marcelo.

Ele destacou que, até o fim da semana, mais 50 protetores serão distribuídos para a Santa Casa. “Muitos amigos, sabendo do nosso trabalho, quiseram colaborar também. Estaremos confeccionando mais itens, sempre com a ideia de ajudar quem precisa”, disse.

O provedor do Hospital, Luiz Fernando Góes Liévana, agradeceu a doação. “A empresa demonstrou amor e empatia com a situação que estamos vivendo. Recentemente, eles doaram 400 máscaras cirúrgicas para o Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Votuporanga, que também é administrado por nós. Mais uma prova de que, cientes da seriedade desta pandemia, estão colaborando para uma assistência de qualidade e segura para nossos profissionais”, finalizou

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Bem vindo! Faça login na sua conta

    Lembre de mim Perdeu sua senha?

    Lost Password