Botafogo faz três gols e carimba faixa do Corinthians em jogo adiado

Uma semana depois de ser campeão da Copa Libertadores pela primeira vez na história, o Corinthians sofreu sua quinta derrota no Campeonato Brasileiro. O vilão na noite desta quarta-feira foi o Botafogo, que deixou o Pacaembu com 3 a 1. Paulo André (contra) e Elkeson (duas vezes) marcaram os gols dos cariocas na partida adiada e válida pela sétima rodada. Chicão diminuiu no fim, de pênalti.

O resultado mantém a equipe paulista na zona de rebaixamento da competição – na vice-lanterna, à frente somente do Atlético-GO –, com apenas cinco pontos ganhos em oito partidas disputadas. O próximo compromisso será no sábado, contra o Náutico, de novo em casa. Já o time carioca, que faz clássico com o Fluminense no domingo,  pula para 15 pontos e assume a quarta colocação, na região de classificação para a próxima edição da Libertadores.

Essa foi a terceira vez em que Tite escalou o que tinha de melhor à disposição na competição – usou os titulares nos empates com Atlético-MG e Figueirense, na segunda e terceira rodadas respectivamente –, porém a primeira em que o time não dividia atenções na temporada.

Nesta noite, as baixas eram Emerson e Jorge Henrique, entregues ao departamento médico. Liedson seria uma das opções, mas por já ter feito seis jogos (número limite para poder disputar a competição por outro clube), a comissão técnica não o relacionou, a fim de que ele defina sua renovação de contrato (o atual vence no fim do mês).

Ídolos, campeões paulistas de 1977 entregaram as faixas da Libertadores aos jogadores do elenco atual

 

Antes do apito inicial, os jogadores que deram ao Corinthians o título paulista de 1977, encerrando jejum de quase 23 anos sem conquistas, subiram ao gramado para saudar a torcida e dar a faixa de campeão ao elenco atual, vencedor da Libertadores. Estiveram presentes grandes ídolos, como Basílio, Wladimir, Tobias, Geraldão e Zé Eduardo.

Devidamente homenageados, os 11 corintianos que tinham a missão de tentar tirar o time da zona de rebaixamento se viram acuados pelo adversário. A defesa da equipe da casa trocava passes e se via em dificuldade para sair de trás. Aos oito minutos, Cidinho recebeu passe na entrada da pequena área e chutou rasteiro, à direita da trave.

O Corinthians respondeu quatro minutos mais tarde, em cabeceio de Romarinho que saiu à direita da meta de Jefferson. Mas o goleiro do Botafogo ainda demoraria para trabalhar de fato. Antes disso, foram seus companheiros que deram trabalho para o rival. Depois de uma série de escanteios, a equipe carioca assustou Cássio também em falta de longa distância cobrada por Elkeson.

A insistência ofensiva do Botafogo deu resultado aos 27 minutos. Um dos jogadores mais agudos da formação comandada pelo técnico Oswaldo de Oliveira, Andrezinho arrancou em velocidade pela ponta direita e cruzou rasteiro buscando algum companheiro dentro da área. O zagueiro Paulo André tentou fazer o corte e acabou empurrando a bola para a rede, pois Cássio já havia deixado a meta na direção oposta.

  • Festa, porém, foi da equipe do Botafogo, que pulou para 15 pontos e assumiu a quarta posição na tabela

Imediatamente após a abertura do placar, a torcida corintiana reagiu e passou a gritar. O time entendeu o recado e partiu para o campo de ataque. Aos 39 minutos, Fábio Santos cruzou pelo chão e viu Romarinho desviar. Jefferson espalmou, mas a bola ficou viva. Paulinho chegava de trás para completar, contudo Márcio Azevedo se antecipou e evitou o gol de empate.

Em cima, o Corinthians teve outra grande chance cinco minutos depois, quando tinha dois jogadores a mais em virtude de dois botafoguenses estarem fora de campo para atendimento médico. Romarinho carimbou o travessão e a bola sobrou para Elton empurrar a rede. O árbitro, entretanto, anulou o gol por conta de domínio com a mão do centroavante antes do arremate.

A volta para o segundo tempo prometia um Corinthians ofensivo, só que foi o Botafogo quem dominou as ações. Logo aos 11 minutos, Lucas correu pela lateral direita e cruzou rasteiro em direção à área. Cássio se agachou para fazer a defesa sem contar que Elkeson se adiantasse a ele para tocar para a rede e ampliar a vantagem dos visitantes.

De novo, os torcedores tentaram animar os atletas gritando “É campeão”. O canto não surtiu efeito. Aos 23 minutos, Elkeson recebeu no meio da área, dominou e chutou devagar no canto esquerdo de Cássio. O goleiro até pulou para tentar a defesa, mas não impediu o terceiro tento botafoguense. Nos minutos finais, o Corinthians teve pênalti a favor e diminuiu a diferença com gol de Chicão. Mesmo sabendo que não venceria mais, o público de 25.900 pagantes no Pacaembu comemorou e voltou a festejar o recente título da Libertadores. (gazeta esportiva)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password