Bombeiros controlam incêndio próximo ao antigo IPA

O helicóptero Águia, da Polícia Militar, dois caminhões do Corpo de Bombeiros, dois carros-pipa da Prefeitura e outros dois de uma usina, além de um trator da Fatec tentam apagar um incêndio de grandes proporções desde as 13 horas desta segunda-feira, 5, próximo ao antigo Instituto Penal Agrícola (IPA), perto do quilômetro 444 da Washington Luís, em Rio Preto.

Os principais focos do incêndio foram controlados por volta das 15 horas, mas ainda há pontos em chamas. “Como o fogo passou para uma parte alta tivemos de chamar a equipe aérea. Não conseguimos chegar nesses pontos”, afirma o tenente Michel Monroe.
Segundo o tenente, a área atingida tem aproximadamente oito alqueires, o que corresponde a 193,6 mil metros quadrados. As causas do incêndio ainda não são conhecidas.

O tenente afirma que durante o tempo seco é preciso cuidado redobrado com bitucas de cigarro e manutenção nos aceiros, áreas sem vegetação que protegem terrenos de incêndio.

Monroe diz que dois pontos da área atingida preocupam. “Um é a mata existente no terreno. O outro é um ponto onde a fumaça está muito preta e não sabemos o que está queimando. A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) terá de analisar”, diz o tenente.

Segundo o gerente regional da Cetesb, Antonio Falco Júnior, a equipe da Cetesb está de sobreaviso porque a Polícia Ambiental ainda analisa se será necessário ou não mandar um engenheiro.

Outro

No domingo, 4, outro incêndio, na zona rural da rua Dr. Ulisses da Silveira Guimarães, 1230, próximo ao local do que está sendo controlado agora, os bombeiros usaram 30 mil litros de água para apagar um incêndio que durou das 13h42 às 17h25.
Ao todo, foram necessários 16 homens e cinco viaturas do Corpo de Bombeiros para apagar o fogo que queimou 39 hectares da estação ecológica experimental da Unesp.

No domingo, 4, outro incêndio, na zona rural da rua Dr. Ulisses da Silveira Guimarães, 1230, próximo ao local do que está sendo controlado agora, os bombeiros usaram 30 mil litros de água para apagar um incêndio que durou das 13h42 às 17h25.

Ao todo, foram necessários 16 homens e cinco viaturas do Corpo de Bombeiros para apagar o fogo que queimou 39 hectares da estação ecológica experimental da Unesp.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password