Bombeiros alertam população sobre riscos de afogamentos

Além de investir todo seu potencial humano e material, o Corpo de Bombeiros deseja contar também com a colaboração da população nesses diversos locais, pedindo que sejam observadas as seguintes dicas de prevenção contidas nesta matéria.

Com a chegada do verão, naturalmente mais e mais pessoas buscam lazer em locais onde seja possível aliviar as fortes temperaturas, e é justamente nesse período, que vai desde o início das férias escolares até o carnaval, em que se verifica um acréscimo significativo de mortes, não só em nossas praias, mas também em lagos, lagoas, rios e represas.

Em razão dos inúmeros perigos que se escondem, aliados ainda, à desinformação dos banhistas, abuso do álcool, locais impróprios para banho, não utilização de equipamentos adequados e falta de vigilância. Riscos de afogamentos nas praias, em lagos represas e piscinas e também por causa das chuvas intensas.

Visando evitar afogamentos, o Corpo de Bombeiros além de investir todo seu potencial humano e material, deseja contar também com a colaboração da população nesses diversos locais, pedindo que sejam observadas as seguintes dicas de prevenção:

• Crianças perdem-se com facilidade. Mantenha-as sob o seu campo visual. Nas praias, procure identificá-las por meio de pulseiras.

• Não permita que crianças entrem desacompanhadas e/ou sem supervisão de um adulto na água, seja no mar ou em outros locais, ainda que sejam piscinas infláveis.

• Somente nas piscinas faça as crianças usarem boias infláveis para os braços, próprios para tal finalidade, não use boias ou infláveis em áreas abertas, como praias e represas.

• Não improvise boias com câmaras de ar, colchões infláveis ou outros objetos não recomendáveis para lazer em ambientes aquáticos, que transmitem uma falsa sensação de segurança.

• Mantenha-se afastado das costeiras e pedras: você pode escorregar ou ser derrubado pelas ondas.

• Se você se sentir em perigo, não entre em pânico: tente boiar e peça ajuda.

• Se estiver sendo arrastado por uma corrente para o mar, procure nadar paralelo ao alinhamento dos prédios que ficam de frente para o mar.

• Não abuse do álcool, ele o faz perder a noção do perigo, portanto se beber não entre na água.

• Nas praias obedeça as orientações nas placas de advertência e dos Guarda Vidas.

• Evite entrada brusca na água após longa exposição ao sol, há risco de choque térmico e desmaio.

• Comer demais e entrar na água é arriscado, pode haver congestão.

• Para utilizar embarcações, tais como motos aquáticas (Jet Ski), barcos, lanchas e outros, certifique-se das legislações existentes, bem como dos cuidados com a segurança, própria e dos banhistas próximos, nestes casos não deixe de usar coletes apropriados.

• Em caso de chuva, não permaneça na água, seja no mar, piscinas, lagos, etc, pois há risco de raios, que podem ser fatais.

• Verificando a possibilidade de forte chuva, procure manter-se em locais elevados, minimizando o risco de ser levado por enxurradas.

• Em locais de alagamento, evite deslocar-se pois podem existir buracos que não estejam visíveis.

• Em caso de emergências ligue “193”, pois o Corpo de Bombeiros está pronto para ajuda-lo, 24 horas por dia.

#votunews

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password