Bom humor faz bem a saúde, e faz você viver mais: a ciência explica

Um estudo publicado no ano de 2011 (veja referência no final do post) mostrou que ser alegre, feliz e bem humorado pode fazer com que você viva mais e tenha mais saúde. Que bacana isso, né! Sempre achei que era melhor ser otimista e alegre, mas agora temos a ciência do nosso lado para dizer que isso é bom mesmo.
Esse trabalho é a maior revisão já feita sobre o assunto, pois os autores realizaram a revisão de 8 tipos de estudos, envolvendo seres humanos e animais, com o objetivo de avaliar a qualidade de vida de pessoas e do estresse proporcionado pelos eventos naturais. Em todos eles o fato de sentir-se otimista perante os fatos e não ter depressão nem estresse foi o que determinou a maior longevidade e a melhor qualidade de vida da pessoa.
Em um desses estudos, por exemplo, quase 5.000 estudantes universitários foram acompanhados por mais de 40 anos (que trabalho ein). Os que eram pessimistas com relação ao seu estado atual e ao futuro morreram mais cedo que os seus pares otimistas. Que coisa importante é o bom humor né! Lembrem disso.
Outro dado interessante: para a maioria dos estudos de longo prazo, ansiedadedepressão, o pessimismo e a perda de interesse pelas atividades da vida diária (no  trabalho e em casa) fazem com que a pessoa tenha mais doenças e viva menos. Em todas essas situações, mediadores químicos e inflamatórios estão mais presentes, o que faz com que a longo prazo as doenças crônicas se estabeleçam.
E tem mais uma coisa: os estudos em animais também chegaram aos mesmos resultados. Quando eles eram colocados em ambientes que geravam estresse (como gaiolas sujas, que foram deixadas sem limpar os seus dejetos) tinham um prejuízo da sua imunidade, eram mais suscetíveis a doenças cardíacas e tendiam também a morrer jovens.
Espero que esses dados sirvam de aviso aos mau humorados de plantão. Afinal, devemos lembrar sempre que a vida merece ser celebrada todo dia, quando estamos saudáveis. Só assim conseguiremos viver mais e melhor.
Referência do artigo científico: Ed Diener, Micaela Y. Chan. Happy People Live Longer: Subjective Well-Being Contributes to Health and LongevityApplied Psychology: Health and Well-Being, 2011; DOI: 10.1111/j.1758-0854.2010.01045.x

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password