Família não reconhece corpo em IML e procura continua

Familiares do servidor público municipal de Parisi, Maurício Carlos Bordini não reconheceram o corpo de um homem que se encontra no Instituto Médico Legal (IML) de São José do Rio Preto. Na tarde desta quarta-feira, os irmãos de Maurício estiveram no IML para fazer o reconhecimento de um corpo que foi localizado na região, mas não reconheceram como sendo de Maurício Bordini.

Em contato com a reportagem do Votunews, a irmã do desaparecido, Marli Bordini, disse que o corpo que se encontra no IML é de um homem desaparecido já há vários meses, e as características não batem com a de Maurício. “A nossa angústia continua, infelizmente, queremos notícias de meu irmão, vivo ou morto, estamos à procura e ainda não temos nada”, disse.

Marli disse que os boatos que vêm surgindo todos os dias, têm aumentado a angústia da família.

Segundo ela, todas as informações e boatos que cercam o desaparecimento de Maurício estão sendo levados para investigação pela polícia e também por familiares.

A Polícia Militar de Votuporanga localizou em frente a uma indústria na avenida Coacavo, documentos pessoais de Maurício, que foram entregues à polícia para fazer parte da investigação. Desde então, aumenta o desespero de familiares. A última informação envolvendo o caso apontava que o corpo de Maurício estaria no distrito de São João do Marinheiro.

Outra informação levada em consideração pela família era de que um veículo suspeito esteve em Parisi em um canteiro de obras dizendo que o corpo de Maurício estava na região.

“Não sabemos mais o que fazer, a Polícia tem feito o seu trabalho, mas nossa família está angustiada e perdendo a cada dia que passa, as esperanças de encontrar o meu irmão com vida. Todas as informações e muitos trotes que recebemos tentamos verificar a ve

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password