Boate Kiss defende funcionários e chama incêndio de fatalidade

Da Redação

Após tragédia em Santa Maria, advogados da boate Kiss negam, em nota, que a situação da empresa é irregular, e dizem que o local contava com todos os equipamentos previsíveis e necessários para combater incêndios.
Garantiram, ainda, que a direção do estabelecimento está à disposição das autoridades para fornecer todos os documentos que possam ajudar na apuração dos fatos.
No documento, a Kiss também manifesta solidariedade aos parentes e amigos das vítimas e classifica o incêndio como uma fatalidade.
Em outro comunicado, divulgado na noite de ontem, a boate disse que conta com um quadro de funcionários da mais alta qualificação técnica e devidamente treinado para situações de contingência.
Além de afirmar que a prioridade é prestar apoio aos sobreviventes e familiares das vítimas fatais, através, por exemplo, do acompanhamento de médicos, psicólogos e assistentes sociais.
O número oficial de mortos passa de 230.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password