Boa Vista: trabalho social resulta na formação de Associação de Moradores

Identificação de lideranças no bairro foi uma das ações desenvolvidas pelo Departamento de Habitação da Prefeitura durante projeto técnico realizado após a entrega das casas

Conquistar o sonho da casa própria é uma realidade para milhares de famílias, mas, além disso, aqui na cidade os votuporanguenses contemplados com unidades habitacionais também participam de um projeto social que trabalha não só com o direito de ter um lugar para morar como também o dever de exercer a cidadania na sociedade em que estão inseridos.

Os moradores do Parque Boa Vista II, último conjunto habitacional entregue em novembro de 2014, foram beneficiados com o estudo e já estão apresentando resultados das ações desenvolvidas, entre elas, a união de representantes por meio de uma Associação de Moradores do Bairro que busca por melhorias para as mais de 1.300 pessoas que residem no local.

A formação da Associação foi uma das metas do projeto desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano, por meio do Departamento de Habitação, em parceria com instituições governamentais e não governamentais, e faz parte das ações do programa Minha Casa, Minha Vida.

Durante as reuniões com os moradores, os profissionais envolvidos no projeto trabalharam ações de apoio e fortalecimento à participação efetiva das famílias em atividades que promovem a inclusão social e produtiva. “O objetivo foi criar mecanismos capazes de viabilizar o protagonismo dos beneficiários nos processos de decisão, implantação e manutenção dos bens e serviços, a fim de adequá-los às necessidades e à realidade dos grupos sociais, bem como incentivar a gestão integrada, garantindo a sustentabilidade do empreendimento”, explicou a assistente social do Departamento de Habitação da Prefeitura, Ester Moraes.

Em reunião com o prefeito Junior Marão, a Associação, representada pelo presidente João Vitor Oliveira dos Santos, solicitou alguns investimentos no bairro para desenvolver atividades. “Temos muitas crianças morando no bairro e queremos ocupar o tempo delas no contraturno escolar. Estamos planejando algumas atividades em parceria com outros órgãos para oferecer cursos e proporcionar um ambiente favorável para o crescimento delas”, disse o presidente.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password