Biomédica larga carreira para se dedicar aos filhos

A família se transforma, mas o bom e velho amor de mãe é aquele mesmo de sempre, uns maiores, outros maiores ainda. Em Votuporanga, a família da mãezona Fabíola Moreto Peres, de 34 anos, segundo ela, é o exemplo de união, fraternidade, dedicação, entrega e, principalmente, o amor incondicional.

Filhos do mundo 
“Preocupo-me com os filhos que vou deixar para o mundo, mesmo querendo que eles fiquem sempre debaixo da minha saia. Sei que eles têm asas e uma hora estas vão começar a bater e a única coisa que eu posso fazer é prepara-los da melhor forma,” disse Fabiola em entrevista ao Diário.
A biomédica tem quatro filhos, de diferentes idades: Letícia Silva Peres tem 16 e é a mais velha; com 14, Gabriel Francisco Peres é o único menino em meio às garotas; tem também a pequena Isadora, de 11 anos; e, quando a família achou que a diversão estava chegando ao fim, pois filhos começaram a crescer, eis que veio a Helena Peres, de um ano, que fez a mágica de transformar toda a família em criança novamente. “Ela nos contagiou, não faltava alegria antes, mas que ela trouxe toda a alegria do mundo não dá pra negar,” constatou a mãe.
“São 4 gerações diferentes que crescem e são educadas por uma mãe batalhadora e dedicada. São todos criados para o mundo e aprendem a diferença e peculiaridades das diferentes pessoas,” contou a mãe, emocionada.
“Melhores amigos não servem somente para confidências; também dão broncas, e eu sou uma melhor amiga que dá bronca e coloca ordem na casa”, disse a orgulhosa mãe que não deixou de comentar a relação das crianças com a avó. Teresa Casado Peres tem 82 anos e representa a diversidade da família. “Eles a respeitam, ajudam a cuidar e amam a avó,” comentou a mãe emocionada.

Profissão: mãe!
A biomédica disse em entrevista que, quando a família começou a crescer, não encontrou tempo para conciliar o trabalho com os afazeres domésticos. “Neguei proposta para trabalhar em Rio Preto. Trabalhei aqui em Votuporanga um tempo, mas acabei trocando mesmo de profissão, sou e amo ser mãe,” comentou.
O paizão, Charles Casado Peres, de 41 anos, aprova a decisão, mas defende que a esposa desenvolve todo o trabalho muito bem, além de ser mãe, nora, esposa, ela também é secretária na empresa do marido nas horas vagas.

Dia a dia
Em todos os lugares, em qualquer momento, uma família se senta à mesa, sai para viajar, vai ao cinema, aproveita a companhia um dos outros. Mães em todo o mundo amam seus filhos, choram, sofrem, abraçam, beijam dão bronca, fazem um cafuné. Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), três novas mães dão a luz a cada segundo. Até aqui, provavelmente, dependendo de sua velocidade para ler, muitas crianças nasceram. (Colaborou: Mateus Paióla)/Diário de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password