Bezerros estão morrendo após ataques de `tarado´ na região

O mistério ronda uma propriedade rural da região de Rio Preto. O fazendeiro que prefere ficar no anonimato quase não acreditou quando descobriu que cinco dos seus bezerros, de dois dias a uma semana de vida, foram supostamente violentados por um homem na fazenda localizada na Vila Maria, entre Monte Aprazível e Neves Paulista.

Os ataques aos animais começaram na terça-feira da semana passada e continuaram até a última segunda-feira. O dono do rebanho afirmou que todos os dias vai até o local, por isso foi encontrando os animais em dias alternados, caídos e ensanguentados. “Chamei um veterinário que foi até a minha propriedade e constatou que os animais foram violentados por homens.

Dois, um macho e uma fêmea, já morreram. Os outros três estão entre a vida e a morte. Isso vem acontecendo desde a semana passada, dia após dia. Já reforçamos a segurança, estamos nos empenhando para pegar essa pessoa”, contou o fazendeiro ao Diário. “Quero que a justiça tome providências sobre esse caso”, acrescentou ele, entrevistado pelo repórter Edgar Vicente, da rádio cidade FM, de Monte Aprazível. Investigações A Polícia Ambiental afirmou que ainda não foi procurada pelo proprietário e, até ontem, não estava sabendo do caso.

O cabo Gilvan Paz de Souza afirmou que a Polícia Ambiental vai procurar quem está cometendo o crime, mas ainda não tem ideia nem de como começar as investigações. “Vamos averiguar essa denúncia. É realmente muito séria e até atípica. Vamos ter que estudar o caso”, afirmou o cabo Gilvan.

O suspeito pode ser enquadrado na lei federal de crimes ambientais, relacionada a maus-tratos contra animais, com pena que pode variar de 3 meses a um ano, além de multa. Para o professor do curso de veterinária da Universidade Unirp de Rio Preto, Guilherme Gonçalves Fabretti Santos, é possível que uma pessoa, ao cometer esse ato, seja movido apenas por maldade. Provavelmente utilizou algum objetivo para ferir os animais.

“O ideal é ver para poder concluir, mas embasado no que o dono contou, pode ter ocorrido uma ruptura na parede da vagina da fêmea e no anus do macho, provocando uma toximia grave, que é quando os conteúdos caem no abdômen dos animais.

As mortes podem ter sido também em decorrência de um sangramento muito grande. Acredito que a pessoa deva ter utilizado de algum objeto para praticar o ato”, afirmou.

Diário da Região

0 Comentários

Deixe um Comentário

dezoito − dezessete =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password