Bandidos que assassinaram taxista estão presos em Três Lagoas

 

 

A dupla envolvida no assassinato do taxista de Fernandópolis, Gabriel dos Santos, 64 anos, estão presos em Três Lagoas e aguardam manifestação da Justiça para serem transferidos para o local do crime.

Renan Silva Araújo, primo de Breno Araújo confessaram participação no latrocínio após pedirem uma corrida de taxista até a Fazenda do Pierry, zona rural da cidade. Em uma estrada rural eles executaram a vitima com um tiro na nuca e seguiram em direção ao Mato Grosso do Sul.

ENTENDA COMO FOI A PRISÃO DOS ENVOVIDOS

Na noite do último sábado, dia 11, policiais militares do Estado do Mato Grosso do Sul receberam informações que um veículo Ford kA, prata, sem placas, havia abastecido em um posto de combustível no município de Aparecida do Taboado e saído sem pagar.

Com as características repassadas, realizaram uma blitz na entrada do município de Selvíria para identificar e abordar os infratores. No momento da abordagem policial, o veículo empreendeu fuga em alta velocidade pelas ruas do município.

Durante a perseguição policial, foi solicitado apoio de polícias civis que auxiliaram no cerco ao veículo dos criminosos. Um dos indivíduos arremessou um revólver calibre 22 pela janela do veículo. Os policiais conseguiram abordar o carro próximo à praça central de Selviria.

Breno Araújo e Renan Silva Araújo foram presos em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, resistência, desobediência e direção perigosa. Na delegacia de polícia, foi verificado que o veículo que os meliantes estavam era produto de latrocínio no município de Fernandopolis.

Questionados, os autores identificados, confessaram a execução do taxista, idoso e relataram que iriam até o município de Campo Grande vender o veículo da vítima. Disseram ainda que o autor do disparo teria sido Renan Araújo, que já possui passagens criminais pelo crime de roubo. Ele havia saído da Penitenciária de Andradina há aproximadamente quatro meses para cumprir pena no regime aberto.

Os autores foram encaminhamos a penitenciária de três lagoas e aguardam à disposição da justiça. O crime de latrocínio tem pena de 20 a 30 anos de reclusão.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password