Autuações de radares diminuem 20% em Votuporanga

Os números do Departamento de Trânsito de Votuporanga revelam uma redução de autuações por radares. Segundo dados do órgão, de abril para maio, houve uma diminuição de 20% das multas.
Um dos motivos para a queda de autuações foi a conscientização dos motoristas. “O pessoal se conscientizou. Teve radar que antes multava 600 veículos, caiu para 350”, destacou o diretor de Trânsito, Wilson Silva.
Um exemplo do radar que diminui o número de autuações é o da avenida Antônio Augusto Paes. Em janeiro, foram realizadas 52 multas e em maio, 30. “A diminuição foi grande. Os condutores prestam mais atenção”, ressaltou.
Wilson destacou que os radares da avenida Antônio Augusto Paes, sentido bairro/centro e avenida João Gonçalves Leite são educativos.
Silva ressalta que não há um valor exato da arrecadação das multas. “Os motoristas que são autuados possuem o direito de recorrer, portanto, a soma das multas não é exata; além disso, o valor a ser pago é recolhido apenas no mês de vencimento da placa do automóvel”. O valor que for arrecado nas multas será direcionado obrigatoriamente para obras de manutenção no trânsito, como sinalização, semáforos, pintura de solo e pagamento de equipamentos.
Antes de instalar a fiscalização eletrônica, a Prefeitura de Votuporanga estudou o trânsito na cidade e flagrou diversas imprudências com relação à velocidade trafegada por alguns veículos, chegando a constatar automóveis a mais de 100 km/h em avenidas cujo limite de velocidade é de 60 km/h.
Infrações
Segundo a lei de número 9.503/97 que institui o Código de Trânsito Brasileiro, “transitar em velocidade superior à máxima permitida para o local, medida por instrumento ou equipamento hábil, em rodovias, vias de trânsito rápido, vias arteriais e demais vias” poderá acarretar em infrações média, grave ou gravíssima dependendo da velocidade registrada.
 Ainda de acordo com o Código de Trânsito que vale para todo o país, quando a velocidade for superior à máxima permitida pela via, em até 20% a infração será considerada de média gravidade (4 pontos) com multa de R$ 85,13. Se a velocidade registrada for superior entre 20 e 50% à máxima permitida, a infração será considerada grave (5 pontos) com multa de R$ 127,69.
E, sendo registrada velocidade acima de 50% da velocidade máxima permitida pela via, a infração será considerada gravíssima (7 pontos), com multa de R$ 191,54, além de suspensão temporária do direito de dirigir. (Andressa Aoki – A Cidade).

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password