Assembleia Luz do Amanhã doa polvos para Santa Casa

Projeto Octo entregou 43 itens e aventais para UTI Neonatal, dedicando amor para os pacientes da Instituição de Votuporanga

“Você pode sonhar, criar, desenhar e construir o lugar mais maravilhoso do mundo. Mas é necessário ter pessoas para transformar seu sonho em realidade”. A frase de Walt Disney está presente na ata da Assembleia Luz do Amanhã nº7/Ordem Internacional do Arco-íris para meninas de Fernandópolis e faz efeito na vida das irmãs, que tem como lema a solidariedade.   
Com integrantes de 11 a 19 anos, elas se unem em busca de ajudar o próximo e fazer o bem. Adolescentes envolvidas em causas sociais e que são exemplo para uma geração. Com toda demonstração de que é possível transformar o mundo, as garotas arco-íris começam com ações em sua comunidade, refletindo em mais qualidade de vida para centenas de pessoas.
Julia Balasso, de 16 anos, assumiu a presidência no ano passado com uma missão: realizar projetos em prol de crianças. Nesta semana, Julia e as demais integrantes cumpriram o desafio, beneficiando pacientes da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal da Santa Casa de Votuporanga. Elas entregaram 43 polvos de crochê e 44 aventais que serão utilizados pelos pais das crianças e colaboradores.
O projeto denominado Octo começou no ano passado. “Minha gestão foi voltada para as crianças. Li na internet sobre a iniciativa da Dinamarca em utilizar os itens para ajudar os bebês. Como na minha cidade não tem UTI Neonatal, entrei em contato com o Hospital de Votuporanga, que prontamente aderiu nossa ideia”, contou a presidente.
A primeira conversa resultou em visita na Instituição. Conhecendo a estrutura e o atendimento, as doações aumentaram. “Além dos polvos, pensamos em dar os aventais que são muito utilizados”, complementou.
Julia sabe dos benefícios de sua iniciativa. “Melhora o batimento cardíaco, a respiração, contribuindo com a saúde deles. Além disso, é uma forma deles lembrarem da gente e da UTI Neonatal da Santa Casa”, contou.
A força-tarefa ganhou reforço, com uma bela amizade com a médica da unidade, Dra. Ariele Daiana Fazzio. “Elas me mandavam mensagens no celular perguntando sobre medidas, tecidos e como fazer os polvos. Periodicamente me atualizavam do andamento do projeto, demonstrando toda dedicação e amor aos nossos pacientes”, disse Ariele.
Mirla Cristina Coelho é conselheira do grupo e mãe das integrantes Gabriella e Vittória. Orgulhosa, ela contou que os polvos foram feitos pelas meninas, que chamaram toda a família para ajudar. “Foi uma grande mobilização. O objetivo foi trabalhar causas sociais, fazendo o bem e inspirando mais pessoas”, afirmou.
A médica responsável pela UTI Neonatal, Dra Lara Galvani Greghi, ressaltou os benefícios dos presentes para os pacientes. “Para que nossos bebês se desenvolvam melhor, é preciso que fiquem posicionados de maneira adequada e com o mínimo de estresse possível. Estes mimos irão nos ajudar neste desafio”, destacou.
O provedor da Santa Casa, Luiz Fernando Góes Liévana, agradeceu a doação. “O grupo nos encheu de esperança de um mundo melhor. São meninas jovens, que se dedicam ao próximo e só temos agradecer pelo projeto. O Hospital estará sempre de portas abertas para recebe-las, com muita gratidão”, concluiu.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password