Assassino de travestis e outros criminosos fogem da DIG

Vinte e seis presos fugiram no final da tarde de ontem (23/9) da carceragem da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Rio Preto. Entre os fugitivos estão criminosos acusados de crimes graves como homicídio, roubo e tráfico de drogas.
O ex-policial militar Benedito de Jesus Carvalho assassino confesso dos travestis Carlos Eduardo Vasconcelos, 30 anos, a Eduarda, e Abelardo dos Santos Freiers, 21 anos, a Izabeli, é um dos fugitivos. Participaram da fuga em massa uma mulher e três menores.
De acordo com o delegado titular da DIG, Fernando Augusto Tedde, a fuga ocorreu entre 16h30 e 17h. Os presos teriam rendido os carcereiros que entraram na carceragem para servir o jantar e obriga-los a abrir a porta da saída.
Segundo o delegado, os detentos serraram duas grades das celas e quando os carcereiros entraram na carceragem, eles saíram do xadrez. Os detentos usaram os pirulitos -barras de ferro – serradas das grades para arrebentar os cadeados das outras celas e soltaram todos os presos.
“Só não fugiu quem não quis”, disse Tedde. No momento da fuga haviam 59 presos na carceragem e 33 ficaram. Entre os que se recusaram a fugir está Fabrício Dominues da Silva, 30 anos, a Tayla, acusada de ser o mandante do assassinato de Eduarda e Izabeli, que se recusavam a pagar R$ 10 por noite para se prostiturem nas avenidas Cenobelino de Barros Serra e Mirassolândia.
Policiais militares e civis fizeram varredura nas principais avenidas da zona norte para prender os fugitivos. Até meia-noite de ontem quatro deles haviam sido recpaturados.
(diarioweb)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password