Assassino de Érica deixa hospital após tentar o suicídio

O assassino confesso da jovem Érica Diogo Guilherme, Wilson Aparecido Rodrigues, 49 anos, recebeu alta hospitalar hoje pela manhã, após tentar o suicídio em uma das celas da Cadeia Pública de Votuporanga.

Segundo a nota divulgada pelo hospital, o paciente deu entrada no Pronto Socorro do Hospital no dia 7 de março de 2013, às 22h06. Wilson foi medicado e passou por exames, permanecendo em observação na Unidade de Urgência e Emergência até a manhã desta sexta-feira, quando recebeu alta médica, às 9 horas.

 

Durante o tempo em que permaneceu internado na Santa Casa, a Polícia Militar fez escolta do preso. O assassino de Érica foi encontrado desacordado dentro da cela separada dos demais presos na Cadeia Pública de Votuporanga.

Segundo informações colhidas pela reportagem do votunews, por volta das 21 horas desta quinta-feira, os carcereiros ouviram um grito saindo da cela de número três, onde estava Wilson.

Ao chegar na cela individual, ele estava desacordado, com um lençol em seu pescoço. Imediatamente, a USA (Unidade de Suporte Avançado) do SAMU chegou ao local para socorrer a vítima

Por cerca de 30 minutos, paramédicos do SAMU tentaram reanimar a vítima que, ainda desacordada, foi socorrida ao pronto socorro da Santa Casa de Votuporanga.

Após receber alta hospitalar, Wilson foi novamente recolhido na Cadeia de Votuporanga, ficando à disposição da Justiça.

A reportagem apurou que a Justiça já concedeu o pedido de prisão temporária do acusado e ele aguarda transferência para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Rio Preto.

Na semana passada, Wilson teve que receber atendimento médico na Santa Casa após desmaiar dentro da cela.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password