Artilheiros marcam no Morumbi, e São Paulo e Fluminense empatam

Concorrentes na disputa pela artilharia doCampeonato Brasileiro, Luis Fabiano e Fred se destacaram no duelo entre São Paulo e Fluminense na tarde deste domingo, no Morumbi. O centroavante do Tricolor paulista abriu o placar em um lance com falha de Gum, enquanto o do Tricolor carioca igualou para 1 a 1 em uma jogada com erro de Rafael Toloi. O resultado não chegou a ser ruim para nenhum dos times.

A igualdade manteve o São Paulo na zona declassificação da Copa Libertadores da América, agora com 59 pontos. O terceiro colocado Grêmio soma 63. O clube gaúcho será justamente o próximo adversário, no domingo de 11 de novembro, no Olímpico. Depois, a equipe de Ney Franco enfrentará Náutico, Ponte Preta, e Corinthians. Nesta quarta-feira, no Pacaembu, o confronto é com a Universidad de Chile, pelas quartas de final da Copa Sul-americana.

Já o Fluminense continua com boa vantagem na liderança, totalizando 73 pontos. No domingo seguinte, jogará contra outro grande time paulista, o ameaçado Palmeiras, em Presidente Prudente (SP). A campanha será encerrada diante de Cruzeiro, Sport e Vasco.

Luis Fabiano marcou um gol e foi ovacionado pela torcida no Morumbi, mas Fred empatou para o Fluminense

O jogo – A torcida do São Paulo criou um verdadeiro clima de decisão para a partida contra o líder do Campeonato Brasileiro. O ônibus da equipe da casa chegou ao Morumbi cercado de muita festa nas ruas, enquanto o do Fluminense virou alvo de garrafas e pedras. Dentro de campo, o clima amistoso entre os dois times perdurou um pouco mais.

Mesmo empurrado por seus torcedores, o São Paulo optou por pressionar o Fluminense com prudência no início da partida. Lucas se movimentava bastante pelo meio do gramado, assim como Osvaldo na ponta esquerda, porém Luis Fabiano não chegava a receber muitas oportunidades para finalizar. Em uma das melhores delas, aos 13 minutos, ele (impedido) chutou em cima do goleiro Diego Cavalieri.

Do outro lado, o Fluminense não demorou muito para encontrar um atalho para o gol defendido por Rogério Ceni. Douglas era ineficiente na marcação e dava muito espaços para Carlinhos avançar pela esquerda. Os cruzamentos tortos e sem direção, no entanto, dificultavam as ações de Rafael Sóbis, Fred e Wellington Nem dentro da área do São Paulo – para alívio da torcida da casa.

O São Paulo ao menos tirava proveito das investidas do Fluminense com Carlinhos. Jogando adiantado, Rogério Ceni se encarregava de ligar rapidamente os contra-ataques do time do Morumbi. Lucas recebia a bola, sofria faltas e cavava advertências para a defesa adversária. E, se Douglas era ineficaz do lado direito, Cortez aparecia como uma boa alternativa para o time incomodar pela esquerda.

O artilheiro Fred foi decisivo contra o São Paulo

As duas equipes ficaram mais presentes no ataque no final do primeiro tempo. Aos 31, Luis Fabiano mostrou categoria para fintar a marcação, mas bateu por cima do gol. Fred, seu concorrente pela artilharia do campeonato, escorou de cabeça aos 36, e ninguém do Fluminense apareceu para completar para a rede. No minuto seguinte, Osvaldo subiu bem e cabeceou nas mãos de Diego Cavalieri.

No intervalo, a principal preocupação externada pelos jogadores do São Paulo era com os espaços oferecidos nas costas de Douglas. O jogador pediu a ajuda de Lucas na marcação. Já Carlinhos prometeu “caprichar mais” nos cruzamentos para levar o Fluminense a abrir o placar. Luis Fabiano, a referência ofensiva do time da casa, afirmou estar em “inferno astral” por causa dos gols perdidos.

A má sorte de Luis Fabiano não tardou. Aos quatro minutos do segundo tempo, ele ganhou um presente de Gum, que recuou mal a bola para Diego Cavalieri. O centroavante do São Paulo foi veloz para driblar o goleiro, empurrar para o gol e transformar o Morumbi novamente em um caldeirão contra o Fluminense. Pouco depois, Fred se machucou e até saiu de maca para esfriar a pressão sobre a sua equipe.

Com uma maturidade digna do líder da competição, o Fluminense conseguiu rapidamente superar o momento complicado na partida. O técnico Abel Braga colocou Samuel em campo no lugar de Rafael Sóbis. Deu resultado. Enquanto a torcida do São Paulo cantava, a equipe visitante acuava o adversário principalmente através da velocidade de Wellington Nem e da criatividade de Thiago Neves.

Aos 20, Fred quase empatou a partida com um chute forte dentro da área. Rogério Ceni espalmou para fora. Dois minutos depois, não houve como evitar o gol. Rafael Toloi titubeou e retribuiu a falha de Gum no gol de Luis Fabiano. A bola ficou com Samuel, que passou para o artilheiro do Fluminense conferir. A partir de então, o Tricolor que passou a ser mais eficaz ofensivamente foi o do Rio de Janeiro.

Nem mesmo as mudanças de Ney Franco e Abel Braga mudaram muito o panorama da partida. O treinador do São Paulo mandou a sua equipe ao ataque com Ademilson no lugar de Osvaldo, enquanto o seu colega do Fluminense preferiu ser cauteloso com Diguinho na vaga de Wellington Nem. Mas as modificações se resumiram aos jogadores – o placar não foi mais alterado no Morumbi.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password